Universidade Estadual realiza entrega de medalhas para estudantes premiados nas Olimpíadas de Química

1 de dezembro de 2018

Os alunos das escolas públicas e particulares da Paraíba que participaram das Olimpíadas de Química realizadas em 2018 receberam, na tarde desta sexta-feira (30), no Auditório II da Central de Integração Acadêmica da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), as medalhas de premiação pelos resultados obtidos nas disputas pedagógicas. Ao todo, 187 estudantes foram premiados por seu desempenho na Olimpíada Paraibana de Química, na Olimpíada Nacional de Ciência, na Olimpíada Brasileira de Química Júnior, na Olimpíada Brasileira de Química, na Olimpíada Norte e Nordeste de Química e na Olimpíada Brasileira de Química de Ensino Superior.

A Olimpíada Paraibana de Química, que este ano contou com mais de nove mil alunos inscritos, reuniu o maior número de premiados. Nessa categoria receberam medalhas de ouro, prata ou bronze, além de menção honrosa, 135 estudantes. De acordo com o professor Francisco Dantas, coordenador da Olimpíada e chefe do Departamento de Química da UEPB, essa modalidade pedagógica reuniu jovens do 9º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio de todo o Estado e, mais uma vez, demonstrou bons resultados.

“Nós conseguimos a participação de 350 escolas em mais de 16 municípios paraibanos. Essa participação só tem aumentado a cada ano e isso é muito importante para o processo de educação desses jovens. São com ações construtivas como essa que nós despertamos a curiosidade dos alunos na Química e podemos descobrir grandes talentos. Tudo isso faz melhorar a educação no nosso Estado”, destacou o professor Francisco.

A professora Maria Isabelle Silva, diretora do Centro de Ciências e Tecnologia (CCT) da UEPB, também não poupou elogios aos alunos e estendeu o alcance a esses bons resultados ao trabalho que vem sendo feito pelos professores de Química nas escolas da Paraíba. “Muitas vezes é com a participação nessas atividades que nossos alunos descobrem o gosto pelo estudo. E os professores têm um papel fundamental nesse processo. Estamos premiados os alunos nesta ocasião e projetando que um dia poderemos nos encontrar com eles aqui na UEPB”, afirmou.

Aluno do 9º ano do Colégio Geo Sul, de João Pessoa, Daniel Macêdo recebeu medalha de ouro na Olimpíada Paraibana de Química. Surpreso com o resultado, o jovem de 14 anos disse que ao final das etapas acreditava que tinha feito boas provas, mas que alcançar a medalha dourada não passava pela sua cabeça. “Eu estudei bastante antes das provas. O professor resolvia questões de anos anteriores conosco e tudo isso me ajudou. Mas, ainda assim, foi uma surpresa a medalha de ouro”, contou.

Também do 9º ano, mas no Colégio Violeta Costa Souza, da cidade de Alagoa Nova, Isaac Pereira conquistou a medalha de bronze na Olimpíada Paraibana. Feliz com o resultado, ele ainda afirmou que sua surpresa foi ainda maior por achar que não tinha grandes chances, já que estava competindo com alunos de escolas particulares. “No meio de tantas escolas particulares, eu achava que não tinha muita chance. Mas consegui provar para mim mesmo que com estudo a gente pode chegar longe, mesmo estando na escola pública”, disse Isaac.

Também participaram da solenidade de premiação o professor Américo Falcone, gerente-executivo de Educação Profissional da Secretaria Estadual de Educação; a professora Regina Ribeiro, coordenadora do curso de Química; professor Marcos Lacerda, representante das escolas públicas; e a professora Edilene Medeiros, representante das escolas particulares que participaram das competições pedagógicas.

Texto e fotos: Givaldo Cavalcanti