UEPB oferta Curso de Economia Propedêutica para alunos e docentes de IES e da Educação Básica

7 de julho de 2016

O Programa de Pós-Graduação em Formação de Professores (PPGFP), em parceria com o Curso de Graduação em Comunicação Social da UEPB, o Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB – Câmpus Picuí) e a Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB), realiza entre os dias 11 e 15 de julho, das 9h às 12h, o Curso de Economia Propedêutica e Interdisciplinar (ECO-PI).

Destinada a alunos e professores de graduação, pós-graduação e educação básica, a  será aberta na próxima segunda-feira (11), no Auditório da Biblioteca Central da UEPB, no Câmpus de Bodocongó, em Campina Grande, com o professor e mediador Pedro Bergamo, autor do livro Educação Universitária, publicado pela Editora da UEPB e disponibilizado em acesso aberto na rede SciELO Livros, uma das plataformas de ebook mais importantes da América Latina. Os interessados podem se inscrever no evento através do endereço http://goo.gl/forms/NB2K7kYbBEgiIHjO2. Os participantes receberão certificado digital.

Promovido pelo Grupo de Pesquisa Formação de Professores, Trabalho e Humanização do PPGFP e Grupo de Pesquisa-Ação Conser da FASB, o curso contará também com os professores mediadores Antonio Roberto Faustino da Costa, Giselda Frank, José César dos Santos e Roberto Marden Lucena. Além da introdução à ECO-PI na próxima segunda, o evento se estenderá até a sexta-feira (15), com exposição dos quatro princípios da Economia Propedêutica e Interdisciplinar, começando pelo equilíbrio dinâmico de todo organismo; passando pela propriedade – o artifício cultural-social do mais radical dos contraditórios; chegando à imediatidade da excedência de produção de pertença cultural e socialmente indefesa; e finalizando com a antítese à conflituosidade entre os desenvolvimentos econômico e humano.

Em suma, o curso tem como foco uma economia de conhecimentos, de natureza preparatória e interdisciplinar, que sirva para aprofundar a objetividade na aprendizagem e no ensino. “O problema que atualmente se tornou mais decisivo para educandos e educadores reside em enxergar e acessar objetos de trabalho, cujas realidades estão escondidas por `precificação liberal-política´ (incidência de sempre maiores tributos, lucros e juros) que passou a condicionar a existência dos objetos de trabalho”, explica o professor Pedro Bergamo.

“As realidades destes objetos estão a ocorrer misturadas com as condições de acessá-las (questão de posto de trabalho), sendo imprescindível que a educação promova clareza de ideias sobre ambos (objetos e condições), para que os estudantes cheguem a enxergá-los e, na presença de ambos, tenham capacitação para representá-los, mediante ideias ´separadas´ – claras.” Esta capacitação cumpre existir, completa ele, para estabelecer dignidade humana no trabalho, este já a refletir absolutização da produtividade tecnologicamente mediada, cuja tendência é converter a pessoa do trabalhador não em um fim em si mesmo (dignamente humano), mas em mero instrumento, portanto, indignamente humano.

Na terça-feira (12), às 19h, o projeto de cooperação UEPB-IFPB-FASB estará realizando ainda a mesa redonda Fazer Universidade e Desafios do Mundo do Trabalho, envolvendo professores e alunos do Curso de Comunicação da UEPB. Realizado no Auditório 1 da Central de Integração Acadêmica, o debate terá exposições do diretor Acadêmico da FASB Roberto Marden Lucena e dos professores Arão de Azevêdo Souza e Fernando Firmino da Silva, coordenador e presidente do Núcleo Docente Estruturante daquela graduação. O evento faz parte do calendário de discussões em torno do novo projeto pedagógico do Curso de Jornalismo que deverá ser implantado em 2017.

Outras informações: (83) 9 8706- 7270 / 9 9945-1315.