UEPB obtém posse de prédio no Centro de João Pessoa para instalação da sede própria do Câmpus V

9 de março de 2017

O Câmpus V da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) está mais próximo de solucionar uma de suas principais demandas: a implantação em espaço físico próprio. Na manhã desta quinta-feira (9), o vice-reitor Flávio Romero participou de uma reunião com o superintendente do Patrimônio da União na Paraíba, José Clidevaldo Sampaio Alves, para deliberar sobre a tramitação final com vistas à cessão do prédio do antigo Hotel Tropicana para a Universidade.

A reunião contou também com as presenças da diretora do Câmpus V, professora Jaqueline Barrancos, e do diretor adjunto, Ênio Dantas. No encontro foram discutidos os detalhes formais da cessão do prédio que está situado na Rua Professora Alice Azevedo, 461, no Centro de João Pessoa, próximo a Praça dos Três Poderes. A estrutura física do antigo hotel compreende 5.119,90 m2 de área construída, contemplando 100 apartamentos, além de outros cômodos.

De acordo com Flávio Romero, a reunião foi fundamental para confirmar um desejo antigo da comunidade da UEPB, que é o funcionamento do Câmpus V em um novo espaço. Ele destacou que os 10 anos de atividades do Centro de Ciências Biológicas e Sociais Aplicadas (CCBSA) em um prédio onde também funciona uma escola estadual dificulta o desempenho das execuções de uma instituição de ensino superior. O vice-reitor ainda pontuou que, após esse encontro, falta pouco para que o Termo de Cessão seja confirmado.

“Agora serão cumpridos apenas procedimentos formais, com a inserção no sistema de um projeto básico que detalhe a utilização do espaço físico. Posteriormente, caberá ao reitor Rangel Junior firmar o Termo de Cessão, que dará as condições legais para que a UEPB faça o enfrentamento de um novo desafio: captar os recursos que garantam a revitalização do espaço que será cedido, com as devidas adequações para o pleno funcionamento do Câmpus Universitário”, explicou o vice-reitor, acrescentando que “a cessão desse espaço pela União representa a superação de uma dificuldade inicial, qual seja: um ponto concreto de partida para que se busque, principalmente junto ao Governo do Estado, os recursos necessários para garantir a implantação do  Câmpus V no espaço a ser cedido”.

Para a diretora do CCBSA, professora Jacqueline Barrancos, que está atuando no Câmpus de João Pessoa desde a sua fundação, o momento é de emoção e comemoração. “Realmente é uma grande realização para a comunidade acadêmica. A partir do momento que passarmos a ter nosso espaço próprio teremos mais visibilidade, identidade e consolidação. Foram 10 anos de luta e de muito trabalho e eu tive a honra de acompanhar todo esse processo como professora e, agora, enquanto diretora posso dar minha contribuição que ficará para a história do CCBSA. Estou muito feliz”, comemora a diretora.

O superintendente do Patrimônio da União na Paraíba, José Clidevaldo Sampaio, destacou ainda que “a implantação da UEPB no antigo Hotel Tropicana promoverá um enorme impacto positivo do ponto de vista do patrimônio histórico e social daquele entorno”. Já o diretor adjunto, professor Ênio Wocyli, avalia esse momento como um marco histórico e uma grande conquista, de muitas que ainda devem estar por vir. “Esse é um divisor de águas entre um período que passamos ‘inquilinos’ para nos tornarmos agora ‘proprietários’ de um espaço nosso. A luta certamente não acaba. Novas batalhas virão na busca pela qualidade da educação superior gratuita que nós oferecemos. Enquanto gestores, avalio que estamos cumprindo nosso dever”, ponderou.