UEPB inicia discussões para firmar convênio de transferência tecnológica com empresa de automação comercial

25 de agosto de 2017

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), por meio do Núcleo de Tecnologias Estratégicas em Saúde (Nutes), está prestes a celebrar mais um convênio de transferência tecnológica. Dessa vez com a empresa BGA Systems, que atua no ramo de automação comercial e é especializada em desenvolver soluções de tecnologia para diversos segmentos corporativos, de pequeno, médio e grande portes.

Os detalhes do convênio e como ele funcionará foram tratados na manhã desta sexta-feira (25), pelo reitor Rangel Junior e pelo diretor-presidente da empresa, João Freire. Durante a reunião, realizada no Gabinete da Reitoria, no Câmpus de Bodocongó, João Freire expôs a proposta e disse que a BGA Systems pretende fazer uma inovação tecnológica a partir da tecnologia desenvolvida no Nutes.

Com 15 anos no mercado e voltada para o sistema de automação de negócios, a empresa quer desenvolver um software de operação comercial, usando uma moderna tecnologia de mobilidade. Essa tecnologia, genuinamente da UEPB, permitirá aos clientes, por exemplo, ter toda uma facilidade no atendimento em restaurantes, com coleta de informações de cardápio e pagamento. A ideia é expandir o trabalho que a empresa já desenvolve em várias cidades brasileiras, inclusive no Nordeste. “É uma tecnologia revolucionária, que vai melhorar a forma de atendimento nas redes de restaurantes. Já atuamos no mercado e agora pretendemos fazer essa inovação tecnológica”, explicou o presidente.

O papel do Nutes será fazer a prospecção das tecnologias que vão ser aplicadas na solução que o mercado deseja e fazer o processo de transferência dessa tecnologia. O trabalho será desenvolvido por professores e estudantes da UEPB que terão a oportunidade de pesquisar novas tecnologias. Segundo o coordenador de um dos Laboratórios do Nutes, José Augusto de Oliveira Neto, os estudantes poderão criar um produto e entregar a uma empresa conceituada no mercado, gerando impacto direto na sociedade.

Coordenadora de Relações Institucionais do Nutes, a professora Nadja Oliveira destacou a importância desse convênio e ressaltou que, tradicionalmente, o Nutes atua desenvolvendo tecnologias aplicadas à saúde, mas tem buscado desenvolver ferramentas para futuramente serem aplicadas em outras áreas, inclusive abrindo novas perspectivas no campo da Saúde.

A proposta de convênio está em fase de formatação e a expctativa é de que em setembro seja formalizada a parceria para que o Nutes já inicie os trabalhos. O reitor Rangel Junior agradeceu a preferência da empresa pela UEPB e disse que a Universidade tem interesse em celebrar essa parceria inovadora. Ele garantiu que assim que receber a documentação estabelecendo as metas do convênio, encaminhará para avaliação e parecer do procurador-geral da Instituição. “A nossa Universidade ainda não tem uma tradição desse tipo de parceria. Então quando surge a possibilidade, vamos trabalhar para construir uma nova cultura também”, observou o reitor.

 

Texto: Severino Lopes
Fotos: Tatiana Brandão