UEPB e SES/PB ampliam assistência psicológica para profissionais que atuam no combate à Covid-19

28 de maio de 2020

O projeto “Ambulatório Virtual”, desenvolvido pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), através do Departamento de Psicologia da Instituição, junto com a Secretaria de Saúde do Estado da Paraíba (SES/PB), com apoio da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), foi ampliado devido à grande procura por profissionais que estão atuando na linha de frente no combate à Covid-19. A proposta, iniciada no final do mês de março, tinha a intenção de realizar até 40 atendimentos semanais. Contudo, a procura já chegou a 50 solicitações de acompanhamento por semana, envolvendo trabalhadores da Saúde e de outras áreas de atuação.

O plano de ação para o suporte psicológico funciona totalmente através da internet. O profissional da área de Saúde ou que desempenhe tarefa administrativa na estrutura de funcionamento de hospitais, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Unidades Básicas de Saúde (UBS), por exemplo, podem solicitar apoio psicológico por uma equipe especializada. Esse serviço oferece triagem, espaço de escuta, acolhimento, apoio psicológico individual, em grupo e, a partir de agora, também uma roda de conversa on-line que acontece todas as quartas-feiras, às 15h, e as quintas-feiras, às 20h.

De acordo com a professora do Departamento de Psicologia da UEPB, Josevânia da Silva, este tipo de serviço se estende a profissionais de todo o Estado da Paraíba, tanto de hospitais públicos, como também de particulares, além dos familiares desse trabalhadores que estão enfrentando dificuldades em lidar com as situações de risco provocadas pelo novo coronavírus. “A implantação dessas rodas de conversas foi importante para que cada vez mais pessoas possam participar e procurar orientação sobre como lidar durante esse período de pandemia e isolamento social”, destaca.

Josevânia acrescenta que 75 estudantes da Rede Estadual de Ensino, que fazem parte do projeto Giramundo, também estão sendo acompanhados, uma vez que estão longe de casa e precisam lidar com toda essa situação. “Nós temos 30 estudantes que estão na Espanha e 45 no Canadá. E esses jovens estão enfrentando essa pandemia longe de casa, longe dos familiares que, muitas vezes, são idosos. Isso mexe muito com eles”, frisa a professora, reforçando a importância do serviço.

Membro da comissão de suporte do projeto, ligada à Coordenação de Saúde Mental da Paraíba, o psicólogo Lucílvio Eleutério, destaca que o atendimento oferecido pelo “Ambulatório Virtual” tem lidado com profissionais que relatam dificuldades de lidar com o medo diante do desconhecido, a exposição diária ao vírus, tendo que se arriscar para atuar, além da preocupação de transmissão da doença a familiares. “Essas são algumas das principais demandas que recebemos. Muitas vezes as pessoas não sabem como lidar com essas situações e isso acaba interferindo na atuação do profissional”, salienta Lucílvio.

O “Ambulatório Virtual” tem a mediação a partir de psicólogos da UEPB e está disponível para atendimento todos os dias. Os interessados em ter acesso ao serviço podem entrar em contato através do WhatsApp (83) 99146-2469. Já para os interessados em participar da roda de conversa on-line, espaço de escuta e acolhimento, que acontece duas vezes por semana, basta acessa o link disponível AQUI.

Texto: Givaldo Cavalcanti