Seminário discute ações para continuidade do trabalho de revitalização da batata agroecológica

25 de março de 2019

No dia de São José, 19 de março, cerca de 120 famílias agricultoras se reuniram para avaliar e planejar a continuidade do trabalho de revitalização da batata agroecológica no município de Esperança. A reunião fez parte de um seminário que contou com a participação das várias organizações que fazem parte da Comissão Territorial, a exemplo da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), através do Centro de Ciências Agrárias e Ambientais (CCAA), Banco do Nordeste, Empresa de Pesquisa e Assistência Rural (EMPAER), Universidade Federal da Paraíba (UFPB) – Câmpus Areia, Instituto Nacional do Semiárido (INSA), Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (SEDAP), Polo da Borborema e Assessoria de Serviços e Projetos em Agricultura (ASPTA).

O primeiro momento do evento serviu para a apresentação do conjunto de resultados de pesquisas participativas (manejo da fertilidade dos solos, controle alternativo de pragas e doenças). Em seguida, foram definidas as principais ações para 2019. Atualmente, existem 920 caixas de batata-semente que vão ser distribuídas para cerca de 250 famílias nos municípios de Areal, Esperança, Arara, Montadas, Massaranduba, Lagoa Seca, Lagoa de Roça, Remígio e Puxinanã.

A atividade foi organizada pela Comissão Territorial e teve apoio do Centro Vocacional Tecnológico de Agroecologia e Produção Orgânica: Agrobiodiversidade do Semiárido e do Núcleo de Extensão Agroecológica (NERA), vinculados aos cursos de Agroecologia e Técnico em Agropecuária do Câmpus II da UEPB. O CVT de Agroecologia e Produção Orgânica é coordenado pela professora Élida Barbosa Corrêa, tendo como objetivo o fortalecimento da Agroecologia na Paraíba e do curso de Bacharelado em Agroecologia da UEPB. O NERA é coordenado pela professora Shirleyde Alves dos Santos e atua promovendo ações de extensão rural agroecológica desde 2013.