Programa Receita Para a Cidadania e Para o Desenvolvimento recebe visita do diretor da FEBRAFITE

27 de setembro de 2016

Na disputa pelo Prêmio Nacional de Educação Fiscal, o programa de extensão Receita Para a Cidadania e Para o Desenvolvimento, da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), recebeu na manhã de segunda-feira (26), a visita do diretor de assuntos parlamentares da Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais (FEBRAFITE), Antônio Pereira Barbosa.

O encontro fez parte de uma das etapas de avaliação dos projetos submetidos ao Prêmio, onde o representante da comissão julgadora tem a oportunidade de conversar com os realizadores envolvidos na promoção da educação fiscal e verificar de perto os objetivos alcançados.

Estiveram presentes na visita o coordenador geral do programa Receita Para a Cidadania e Para o Desenvolvimento, Francisco Leite Duarte; os coordenadores de projetos que integram o programa Geuda Gonçalves, Vânia Teixeira e Arão de Azevêdo; além de alunos extensionistas e o delegado da Receita Federal em Campina Grande, Gilberto Mendes Rios.

Durante a reunião foram apresentadas as realizações do Receita para a Cidadania e Para o Desenvolvimento desde sua implantação, em 2014, e sua relevância para o desenvolvimento da educação fiscal na sociedade paraibana, com destaque para os Núcleos de Assessoramento Fiscal (NAF) instalados nas cidades de Campina Grande e Monteiro; o projeto Cidadania Ativa; a agência de Comunicação Receita, Cidadania e Desenvolvimento (RC&D) e a inclusão da disciplina Educação Fiscal nos cursos de Administração, Ciências Contábeis e Direito da UEPB.

Para o representante da FEBRAFITE, a avaliação do programa é extremamente positiva, primeiro por prestar importantes serviços à sociedade como um todo e, segundo, pelo seu caráter acadêmico, totalmente voltado à atividade extensionista, uma vez que o tema cidadania fiscal é muito complexo e não desperta no público a simpatia em aprimorar seus conhecimentos em relação à tributação de impostos. “Trazer estas informações para que o cidadão que efetivamente paga os impostos possa exercer sua cidadania no sentido de exigir mais serviços e melhor retorno de qualidade e bem estar social não é fácil. Neste aspecto, o programa está indo muito bem, acho que vale a pena prosseguir e até ir em busca de novas parcerias”, ressaltou Antônio Barbosa.

Durante a visita, o delegado Gilberto Rios também reafirmou sua satisfação com a parceria entre a UEPB e Receita Federal do Brasil, principalmente com a implantação dos NAFs. “Há um benefício social muito grande. Pegando como realidade nossa, o cidadão de baixa renda, que em sua maioria vive às custas desses programas sociais, têm que se deslocar de suas cidades para resolver um problema simples de CPF, por exemplo, que poderia resolver pela internet. Então o NAF está voltado para atender essa população de baixa renda que ainda faz parte da exclusão do hall digital. Temos alunos preparados, jovens, com garra e precisando ser inseridos neste contexto social”, frisou.

O Prêmio Nacional de Educação Fiscal é uma realização da FEBRAFITE em parceria com a Escola Superior de Administração Fazendária (ESAF) e premia anualmente os cinco melhores projetos na área da educação e cidadania fiscal, sendo três na categoria “Escola” e dois na categoria “Instituição”. Este ano foram inscritos 141 projetos e a cerimônia de premiação será no dia 9 de novembro, em Brasília (DF).

Texto e fotos: Adriana Araújo (Agência RC&D)