Professora da UEPB recebe Prêmio Mulher Inovadora por atuação na área de Ciência, Tecnologia e Inovação

8 de março de 2018

A professora do Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Weruska Brasileiro, recebeu na manhã desta quinta-feira (8), data em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, o prêmio “Mulher Inovadora”, que reconhece o trabalho das profissionais que se esforçam para trazer melhorias ao município de Campina Grande, destacando-se na área de Ciência, Tecnologia e Inovação (C,T&I).

A solenidade ocorreu no Gabinete do secretário de CT&I, Tovar Correia Lima, responsável pela entrega da comenda. Esta é a primeira edição do prêmio e, para tanto, quatro mulheres foram escolhidas, sendo a professora Weruska uma delas. A docente é conhecida por coordenar projetos ousados na área da Engenharia e CT&I, mantendo uma preocupação constante em prestar serviços à sociedade paraibana e que também promovam o desenvolvimento do Estado. Dentre eles, está a construção da estação piloto de tratamento de água (ETA), iniciativa que surgiu através de pesquisas voltadas à análise sobre a qualidade da água da região da Borborema. A iniciativa é fruto de uma parceria institucional entre a UEPB e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

Recentemente, seu nome ficou amplamente conhecido pela realização de trabalhos voltados à área de Meio Ambiente e Água. Em Campina Grande, durante a última crise hídrica, ela encabeçou um projeto para a utilização da água do volume morto dos reservatórios, tendo em vista que esta necessitava de um tratamento mais complexo para seu consumo. Assim, junto a sua equipe, Weruska realizou diversos estudos e testes de tratabilidade de água até alcançar um tratamento que conseguisse remover 100% das cianotoxinas. A solução foi um tratamento efetivo e gratuito, que foi utilizado na época do racionamento pela Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa).

Sobre o recebimento da comenda, professora Weruska disse que ficou surpresa, mas extremamente lisonjeada. “Acho importantíssimo este tipo de homenagem, que funciona como uma forma de incentivar as mulheres a fazer Ciência. Temos uma demanda muito grande de Ciência e Tecnologia em vários países e não podemos ficar dependendo unicamente do gênero masculino para atendê-la, já que apenas 28% dos pesquisadores em todo o mundo são mulheres”, afirmou.

Também receberam o prêmio: Denise Sena, engenheira e coordenadora de meio ambiente da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma); Antônia Oliveira, professora e coordenadora do Núcleo de Tecnologia Municipal de Campina Grande; e Joseana Macedo Fechine Régis de Araújo, professora e coordenadora do Departamento de Sistemas e Computação (DSC) da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

 

Texto: Giuliana Rodrigues
Fotos: Josenildo Costa (CODECOM PMCG)