Professora da UEPB é eleita diretora da Associação Brasileira dos Centros de Informação e Assistência Toxicológica

6 de maio de 2021

Graças ao trabalho que realizada desde 2004 na Coordenação do Centro de Informação e Assistência Toxicológicas (Ceatox) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), a professora Sayonara Lia Fook foi eleita para integrar a Diretoria da Associação Brasileira dos Centros de Informação e Assistência Toxicológica (ABRACIT), no biênio 2021 a 2022. A eleição da docente aconteceu durante o 6º Congresso Brasileiro de Toxicologia Clínica, realizado on-line por integrantes da Rede Nacional de Centros de Informação Toxicológica (RENACIAT).

A professora disse que ficou muito feliz pela forma como foi eleita para integrar a direção da RENACIAT, e observou que pretende honrar a UEPB no cargo nacional. A ABRACIT está localizada em Florianópolis (SC) e tem como presidente a farmacêutica Jaqueline Fernanda Weber. A professora Sayonara é a diretora secretária da Associação.

Sayonara Lia Fook é graduada em Farmácia com habilitação em Bioquímica, pela UEPB. Ela é doutora em Produtos Naturais e Sintéticos Bioativos (área de concentração em Farmacoquímica), pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), e mestra em Ciência e Tecnologia de Alimentos (área de concentração em Ciências de Alimentos), pela mesma instituição. Atualmente, coordena dois projetos de pesquisa na UEPB: “Intoxicações por medicamentos e sua relação com a vulnerabilidade individual, social e programática”, e “Drogas ilícitas e sua relação com a vulnerabilidade social: uma abordagem individual, social e programática”.

No entanto, a ascensão da professora se deu graças ao trabalho que ela realiza à frente do Ceatox. O Ceatox funciona desde 2004 dentro do Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, como unidade de atendimento assistencial e de vigilância. Isso porque, após assistir os pacientes, o Centro faz a notificação dos casos junto ao Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES).

Desde que foi fundado, o Ceatox já atendeu milhares de pacientes vítimas de exposições tóxicas em humanos provocadas por animais peçonhentos e não peçonhentos, medicamentos, agrotóxicos, drogas de abuso e domissanitários. Desde 2015, o Centro foi institucionalizado, permanecendo vinculado ao Departamento de Farmácia da UEPB, fazendo funcionar bem o tripé da Universidade em ensino, a pesquisa e a extensão.

Texto: Severino Lopes
Foto: Giuliana Rodrigues