Fundador da Faculdade de Odontologia de Campina Grande entrega documentos históricos à Procult

8 de junho de 2016

visita-cultura

Na manhã da última terça-feira (7), a Pró-Reitoria de Cultura (Procult) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) recebeu um visitante ilustre. Trata-se do professor aposentado da Instituição, o odontólogo Antônio Silva da Silveira, que foi o fundador da Faculdade de Odontologia de Campina Grande da antiga Universidade Regional do Nordeste (URNe), atual UEPB.

Durante a visita, o professor entregou uma série de documentos ao pró-reitor de Cultura, professor Chico Pereira e ao pró-reitor adjunto, professor José Benjamim Pereira Filho, acerca da história da UEPB e que integrarão um livro que celebra a passagem do Jubileu de Ouro da Instituição, celebrado em 15 de março deste ano.

Após a criação da Faculdade de Odontologia, sobreveio a criação do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) da URNe, a reforma cêntrica e a criação de novos cursos da área da saúde, tais como Farmácia e Bioquímica, Enfermagem e Obstetrícia e Fisioterapia. O curso de Odontologia foi o “carro chefe” dessa importante transformação cultural e científica de nossa cidade, conforme acrescentou o professor.

O professor Antônio contou que foi em 27 de setembro de 1972, através do Decreto nº 71/167, que foi autorizado o funcionamento do referido curso da URNe, e que esta instituição passou a se configurar como universidade pelo Decreto nº 72.539 de 27 de julho de 1973, pelo presidente da república Emílio G. Médici e pelo ministro da Educação, Jarbas Passarinho. “O curso foi de suma importância para autorização e reconhecimento da URNe, que ficou constituída de três áreas, Humanas, Saúde e Tecnologia”, explicou o docente.

Entre os documentos entregues pelo professor ao pró-reitor e ao pró-reitor adjunto figura um que data de 12 de março de 1973 e contém inúmeros apontamentos acerca da localização, legislação e objetivos da URNe, bem como a organização, abarcando unidades de ensino, de apoio administrativo, de Extensão, convênios, cursos e colegiados, além de questões envolvendo pessoal, recursos, equipamentos e custo geral da Universidade.

“Mais do que um lutador pela causa da Universidade, é um velho amigo. É uma grande satisfação recebê-lo. Por haver acompanhado a criação e a evolução da UEPB, é imensurável o conhecimento que tem no assunto”, enfatizou Chico Pereira. Já o pró-reitor adjunto destacou que a UEPB deve a professores como Antônio Silva da Silveira tudo que é hoje. “Dependemos do legado da geração dele, de todo o esforço despendido por eles. Eles foram aprendendo como se faz e nos moldando. Certamente o livro ganhará muito com essa doação”, contou José Benjamim.

Texto: Oziella Inocêncio
Foto: Uirá Agra