‘Forró Fisio’ encerra atividades do semestre 2015.2 da Clínica de Fisioterapia da Universidade Estadual

25 de maio de 2016

5

A dez dias do início do Maior São João do Mundo, em Campina Grande, professores, alunos e usuários da Clínica de Fisioterapia da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) já entraram no clima das festividades juninas, com o encerramento, na tarde desta quarta-feira (25) das atividades acadêmicas do semestre 2015.2 com o ‘Forró Fisio’. O evento, que foi realizado no térreo da Clínica, reuniu todo o corpo discente e docente do curso, além dos pacientes assistidos pelos diversos projetos oferecidos na unidade.

Segundo a professora Maria de Lourdes Fernandes, coordenadora da Clínica de Fisioterapia da UEPB, este é um momento onde todos se confraternizam, mas também demonstram o resultado das atividades realizadas com os usuários durante todo o semestre. Segundo ela, são cerca de 300 alunos envolvidos nas diversas atividades, como os projetos de extensão e as disciplinas pré profissionalizantes e práticas as quais são submetidas os estudantes.

4

“Ao todo, chegamos a atender cerca de 400 usuários em projetos que auxiliam no tratamento de doenças como Alzheimer, disfunção vestibular, acidente vascular cerebral (AVC), climatério, terapia para tratamento de cefaleia tensional e algias na coluna, entre outros. São projetos que contribuem para a formação de nossos alunos, mas principalmente oferecem um serviço de atenção à saúde para a comunidade. O ‘Forró Fisio’ é uma oportunidade para esses usuários também se apresentarem e compartilharem suas emoções a medida que eles evoluem com o tratamento”, destacou Lourdes.

Há dez anos como usuário do serviço na Clínica Escola, o aposentado Geraldo Rodrigues, de 65 anos, é uma das provas de que a dedicação aliada ao trabalho em excelência pode transformar a vida das pessoas. “Cheguei aqui de cadeira de rodas após ter sofrido um AVC. Acreditei no trabalho das professoras, os alunos sempre me trataram da melhor forma possível, e hoje estou aqui. Ando para todos os lugares, tenho autonomia e grande parte disso eu devo ao trabalho que é feito aqui na clínica d UEPB”, testemunhou ‘seu’ Geraldo.

2

Durante a tarde de festa foi encenado casamento matuto, houve apresentações de grupos da terceira idade e dos usuários dos projetos da Clínica de Fisioterapia da UEPB, todos animados a partir da música do grupo Acauã da Serra. A aluna do 9º período, Layane Sobreira, valorizou o tempo de dedicação ao longo do curso e fez questão de frisar a importância da assistência que a clínica oferece a seus pacientes. “São pessoas que precisam muito desse serviço. Além de aprendermos muito, podemos contribuir para que a vida deles melhore”, disse a estudante.

Texto e fotos: Givaldo Cavalcanti