Estudante de Relações Internacionais compõe delegação em Fórum Europeu de Desenvolvimento Mundial

20 de junho de 2016

comitiva

“Grandes ambições fazem você atingir grandes objetivos”.Essa foi a frase escolhida pela estudante da graduação em Relações Internacionais, Câmpus V da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Stefanny Officiati de Lima, para ilustrar a conquista mais recente na sua vida. Ela foi escolhida para compor a delegação de jovens brasileiros que representaram o país durante o European Development Days (EDD) 2016, realizado em Bruxelas, na Bélgica, de 12 a 18 de junho.

A edição de 2016 do EDD possuiu atividades voltadas a discussões com o tema “Agenda 2030 para Desenvolvimento Sustentável”, com cinco tópicos: pessoas (desigualdade, gênero e não deixando ninguém para trás), planeta (mudanças climáticas, economia circular, relação água-energia-comida), prosperidade (cidades sustentáveis, ciência, tecnologia e inovação e comércio e crescimento), paz (Estados frágeis, migração e refugiados) e parceria (métodos de implementação e engajando o setor privado).

Um dia antes do início do evento, a delegação formada por Beatriz Scotton, Letícia Nogueira, Jack Netto, Juarez Silva, Mízia Brito, Pedro Guedes e Stefanny Officiati fez uma visita oficial ao Parlamento Europeu, onde eles puderam conhecer um pouco mais sobre o funcionamento da instituição. Ainda no mesmo dia, a delegação teve uma reunião com a conselheira Tatiana Bustamante, do setor de Direitos Humanos e Temas Sociais da Missão Brasileira Junto à União Europeia.

No primeiro dia do EDD, os delegados participaram de uma série de palestras e debates de interesse próprio, como tráfico humano, cidades inclusivas sustentáveis e resilientes, justiça como pilar para o desenvolvimento, luta contra pobreza e fome, entre outros. A delegação participou da cerimônia de abertura, que contou com discurso do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-Moon, sobre a cooperação para a construção de um mundo melhor e mais pacífico e conversou ainda com alguns Young Leaders e com a jornalista filipina Rina David.

“Além dos assuntos que me interesso, procurei assistir também as palestras com temas difíceis de encontrar na internet ou que a mídia não discursa tanto. Números e estatísticas não tocam as pessoas tanto quanto o relato de uma experiência própria, que vem do coração, e foi isso que percebi. Os palestrantes não se mostram céticos ao ocupar cargos de embaixadores, diplomatas, etc, eles estão ali com paixão e defendendo ideais que acreditam ser importantes para uma nação. Achei muito bonito e diferente do que estamos acostumados a ver”, lembra Stefanny.

O segundo dia contou com a participação do delegado Jack Netto em um dos workshops com debate aberto sobre cidades inclusivas. Após se focar em palestras sobre este assunto, ele se sentiu mais confiante em seu discurso, expondo ideias para a criação de espaços urbanos preparados para receber fluxos imigratórios e projetos que ajudem na capacidade de produção agrícola.

O evento contou ainda com um discurso da Rainha Matilde, da Bélgica, que destacou a importância da União Europeia ter uma visão global e comprometimento com o desenvolvimento sustentável, mencionando ainda dificuldades com o terrorismo, crise econômica, migração, intolerância e racismo.

“Assisti uma ‘Young Leader’ falando sobre empoderamento da juventude e ela citou que ‘são com grandes ambições que se atingem grandes objetivos’. Com isso, aprendi que não devemos nos contentar com a nossa realidade. Temos voz e poder desde que sonhemos alto e lutemos para chegar lá”, afirma a estudante.

Texto: Juliana Marques
Foto: Programa Diplomacia Civil do Instituto Global Atittude