Escola Agrícola Assis Chateaubriand instala ordenha mecânica para atividades práticas do Câmpus II

30 de março de 2016

ord1

Os alunos do Curso Técnico em Agropecuária e em Agroindústria, além dos cursos de Graduação em Agroecologia, ambos oferecidos pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) na Escola Agrícola Assis Chateaubriand, no Câmpus de Lagoa Seca, passam a partir de agora a contar com um setor montado com  equipamento de ordenha mecânica. Esta área, recém-montada a partir de investimentos oriundos da Pró-Reitoria de Infraestrutura (PROINFRA) da Instituição, oferece atividades diárias de ordenha para que os estudantes aprimorem seus conhecimentos.

De acordo com o professor Messias Firmino de Queiroz, diretor da Escola Agrícola, este equipamento irá contribuir para a obtenção de um leite de melhor qualidade sanitária e para que os alunos aprendam as técnicas relacionadas à ordenha bovina. Ele ainda destaca que ao longo das aulas práticas os estudantes serão orientados acerca da ordenha manual e mecânica. “Com esses equipamentos, iremos aprimorar a formação dos nossos alunos, uma vez que também contamos com vários acessórios para que essa atividade seja desenvolvida”, disse Messias.

O diretor da Escola explicou que os animais ordenhados a partir deste equipamento irão produzir um leite com uma qualidade sanitária superior por se tratar de um sistema fechado, onde serão observados todos os aspectos de limpeza e sanidade do rebanho. O Conselho da Escola Assis Chateaubriand também contribuiu para que essa estrutura fosse montada e passasse a funcionar no Câmpus II da UEPB.

Como funciona a ordenha mecânica

ord3

Este processo é feito através da utilização de uma série de equipamentos especiais, usados em um sistema que funciona, basicamente, pela utilização de bombas de ar que produzem o efeito de vácuo. Isto quer dizer que o leite é retirado das vacas através de sucção a vácuo. Esta técnica já existe há décadas e permite um substancial aumento da produção de leite.

Por estar em contato direto com as tetas das vacas, a teteira não deve provocar nenhum machucado ou dano ao animal. Para isto, todo o sistema deve ter sempre um perfeito funcionamento. O equipamento de ordenha mecânica ou, simplesmente, ordenhadeira, é composto de várias partes, que devem funcionar sempre em perfeita harmonia, para que seja garantida a qualidade do leite retirado e que as vacas não sejam machucadas ou tenham a sua produtividade comprometida.

Existem alguns modelos diferentes de ordenhadeiras, mas todos apresentam um funcionamento básico em comum. As partes principais desse sistemas são: bomba de vácuo, depósito de vácuo, recipiente de armazenamento do leite retirado, válvulas reguladoras de vácuo, pulsador, encanamento ou canos de vácuo, teteiras, coletores, mangueiras, drenos e outros.

Texto: Givaldo Cavalcanti
Fotos: Divulgação CCAA