Aprovada criação do curso de graduação em Educação Física na modalidade Bacharelado

31 de maio de 2016

O Conselho Universitário (Consuni) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) aprovou por unanimidade, em reunião realizada nesta terça-feira (31), a criação do Curso de Graduação em Educação Física na modalidade Bacharelado, acatando proposta apresentada pela Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD). O novo curso será ofertado integralmente na modalidade presencial e funcionará na mesma estrutura do Departamento de Educação Física, no Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), no Câmpus de Bodocongó.

A graduação terá regime semestral no período noturno, com duração no máximo de 12 semestres. O critério para acesso dos estudantes ao novo curso será o Sistema de Seleção Unificado (SiSU), através da nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O corpo docente será composto pelos professores que já atuam no curso de Licenciatura em Educação Física.

Desde 1978 a UEPB oferece o curso de Licenciatura em Educação Física. A partir de agora, ampliará as atividades do DEF com a criação do curso na modalidade Bacharelado. A professora Dóris Nóbrega de Andrade Laurentino, chefe adjunta do Departamento de Educação Física, ressaltou que a proposta de criação do Bacharelado em Educação Física obedece a uma exigência do Ministério da Educação (MEC) e surgiu para readequar a UEPB às determinações do Conselho Federal de Educação Física, bem como dos Conselhos Regionais.

Escolha de Paraninfos

O Conselho Universitário também aprovou o nome dos paraninfos das turmas concluintes da Instituição do período letivo 2015/2. Os nomes aprovados foram sugeridos pelas turmas de formandos ou sugeridos pelos departamentos dos Centros de Ensino, conforme desejo da comunidade universitária.

Confira a lista dos paraninfos:

Câmpus de Campina Grande: professor Sebastião Guimarães Vieira
Câmpus de Guarabira: professor Ebenezer Pernambucano
Câmpus de Catolé do Rocha: professora Maria Fernandes de Andrade Guedes
Câmpus de João Pessoa: professor Francisco Jaime
Câmpus de Monteiro: Maria de Lourdes Aragão Cordeiro
Câmpus de Patos: professora Cheyenne Ribeiro Guedes
Câmpus de Araruna: Benjamim Gomes Maranhão Neto

Texto: Severino Lopes