1ª Semana de Odontologia Campinense da UEPB discute inovações tecnológicas para aplicabilidade clínica

2 de dezembro de 2016

Com o tema “Tecnologias para uma abordagem odontológica multidisciplinar”, foi aberta oficialmente nesta sexta-feira (3), a 1ª Semana de Odontologia Campinense (SEOC) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). A abertura foi feita pela professora Nadja Maria da Silva, chefe do Departamento de Odontologia, e pela professora Alexandra Teixeira, diretora do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). O evento é uma realização da turma de formandos 2016.2 do curso de Odontologia da UEPB e está reunindo mais de 90 participantes, entre estudantes e professores.

Ao abrir oficialmente a semana, a professora Nadja Maria da Silva, parabenizou os estudantes pela iniciativa e disse que há muito tempo o Departamento de Odontologia estava necessitando de um evento dessa natureza, como forma de fortalecer o conhecimento dos futuros profissionais. Uma semente, segundo ela, foi plantada e deve futuramente produzir frutos no curso, que já tem 50 anos de existência. Ela ressaltou que o curso de Odontologia tem uma pós-graduação consolidada, com Mestrado e Doutorado, realiza eventos científicos com qualidade, mas ainda faltava uma jornada para marcar a conclusão do curso.

Chefe do Departamento, a professora Alexandra Teixeira destacou a qualidade das palestras e dos temas abordados durante os três dias da SEOC. Ela disse que a iniciativa dos estudantes de Odontologia é louvável, e deve ser seguido por outros cursos. Como um dos organizadores da Semana, o graduando Ítalo de Lima Farias disse que a iniciativa surgiu com a pretensão de se transformar em um marco para o Departamento. “Nós ainda não temos um evento consolidado no Departamento. A proposta é que tanto os graduandos de Odontologia como os cirurgiões dentistas possam aplicar essas tecnologias no seu consultório”, explicou Ítalo.

A 1ª Semana de Odontologia Campinense apresentou as inovações tecnológicas para uma aplicabilidade clínica, através de palestras e minicursos. Uma das palestrantes foi a professora Daliana Queiroga, que falou sobre “Aplicação Clínica do Laser na Odontologia” e mostrou alguns dos tipos de lesões mais comuns e as  técnicas modernas que podem ser aplicada na cirurgia e pós-cirurgia. A aplicação de laser vermelho, por exemplo, pode acelerar em alguns casos o processo de cicatrização. Ela observou que para garantir um resultado satisfatório nesses procedimentos, o profissional precisa ter conhecimento da técnica e informações precisas sobre o diagnóstico do paciente.

Embora a abertura tenha ocorrido na manhã desta sexta-feira, o evento começou na noite da última quinta-feira (1º). Será encerrado neste sábado com a realização de várias palestras. O destaque na tarde desta sexta-feira será o minicurso “Bioestatística: Entendendo e Interpretando” que será ministrado pelo professor Ítalo Macêdo.

Texto: Severino Lopes
Fotos: Edvânia Barbosa