Universidade Estadual da Paraíba implanta serviço de escuta psicológica para servidores da Instituição

24 de maio de 2019

Após 10 anos oferecendo o atendimento de escuta e aconselhamento psicológico através da Clínica Escola de Psicologa, a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), através dos setores Saúde do Trabalhador e Serviço Social da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGEP), acaba de ampliar esse serviço, direcionado-o aos servidores (professores e técnicos) da Instituição. Este plantão de escuta psicológica é caracterizado por um acolhimento imediato, percepção atenta e facilitadora com o objetivo de possibilitar a redução do sofrimento mental frente as situações de emergência psíquica.

A coordenadora da Clínica de Psicologia a UEPB, professora Carla Brandão, explica que esse tipo de atendimento foi motivado para ampliar o apoio psicológico que a Universidade oferece a sua comunidade. De acordo com ela, atenção à saúde mental é um fator importante e age também na prevenção de acidentes de trabalho, já que muitos desses casos acabam acontecendo por algum tipo de transtorno reflexivo nas atitudes laborais do indivíduo.

“Nosso serviço de plantão de escuta e aconselhamento psicológico voltado para os servidores atende uma demanda que, muitas vezes, não tinha condições, ou até mesmo tempo, de se deslocar para a Clínica de Psicologia e esperar para ser atendido. A partir de agora, esse serviço está disponível no Prédio Administrativo e o servidor pode procurá-lo quantas vezes achar necessário. Se, durante esse atendimento, nós entendermos que é necessário um acompanhamento sistemático, o indivíduo será encaminhado para receber ajuda diretamente na Clínica, como forma de atenção à saúde mental”, explica professora Carla.

O local reservado para a escuta psicológica é a Sala 107 da PROGEP, localizada no 1º andar do Prédio Administrativo, e estará em funcionamento nas terças-feiras, das 9h às 11h, e sextas-feiras, das 8h às 11h. A coordenadora da Clínica de Psicologia destaca que este atendimento é caracterizado por um acolhimento imediato para pessoas que voluntariamente busquem o serviço para usufruir do espaço, além de não ser necessária a marcação de horário. Outras informações podem ser obtidas através do telefone (83) 3315-3518.

Texto: Givaldo Cavalcanti