UEPB participa de debates sobre universidades e a Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável

13 de fevereiro de 2020

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), representada pelo vice-reitor Flávio Romero Guimarães, está participando desde a última segunda-feira (10), em Cuba, do 12º Congresso Internacional de Educação Superior. Este ano, o tema central é “A Universidade e a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável”. O evento está reunindo 2.400 pessoas, entre estudantes, professores e gestores de instituições de ensino superior de 47 países.

O congresso é uma iniciativa do Ministério de Ensino Superior e universidades cubanas. Além de participar das conferências e oficinas temáticas, professor Flávio Romero está apresentando, no evento, as principais ações de ensino, pesquisa e extensão da UEPB. As discussões em torno da temática central se encerram nesta sexta-feira (14).

Abordagens como “Universidade, Meio Ambiente, Energia e Desenvolvimento Sustentável”, “Virtualização no Ensino Superior”, “Financiamento do Ensino Superior”, “Universidade, Ciência e Tecnologia”, “Habitat, Desenvolvimento Local e Comunitário: Desafios da Universidade”, “Educação Médica: Desafios e Perspectivas”, “Organizações estudantis na Universidade”, “Educação Universitária de Profissionais da Educação”, entre outras, integram os workshops, palestras, mesas redondas e oficinas do congresso.

Para o professor Flávio Romero, a participação da UEPB no evento representa o comprometimento da Instituição com o desenvolvimento da humanidade e sua preocupação em estar sempre atuando no sentido de promover melhorias na qualidade de vida das pessoas, com foco na relevância social de suas ações científicas e extensionistas por meio dos cursos de graduação e pós-graduação.

Dentro das atividades do congresso, na manhã desta sexta-feira (13), os congressistas participaram de uma visita guiada ao Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia da Universidade de Havana, onde foram recebidos pelo diretor de pesquisas biomédicas, Geraldo Enrique Guillén Neto, que apresentou em detalhes os diversos projetos e produtos do Centro. Professor Flávio Romero destacou a visita como uma das mais importantes atividades do evento, por se constatar que, em Cuba, a tecnologia é entendida como um conhecimento que precisa ser compartilhado em favor da humanidade.

“É impressionante a quantidade de vacinas terapêuticas que estão desenvolvendo, ou já comercializando, para câncer, dengue, HIV, entre outras doenças. Fiquei especialmente impactado com as pesquisas para produção de vacina contra o coronavírus, realizada em parceria com a China. Para eles, a tecnologia é um conhecimento que precisa ser compartilhado em favor da humanidade e, por isso, eles têm cedido tecnologia a diversos países, inclusive o Brasil. Uma coisa é saber por ouvir dizer que Cuba é uma referência em tecnologia em Saúde. Outra é constatar que essa tecnologia está toda a serviço do povo cubano e da humanidade. Foi uma visita importante para consolidar um princípio: ‘a Ciência só tem razão de ser se for instrumento de melhoria da qualidade de vida do povo’”, disse o vice-reitor.

No âmbito do congresso, também está sendo realizada a “15ª Junta Consultiva de Pós-Graduação na Iberoamérica”, com o tema “Por uma educação de pós-graduação sustentável e de qualidade até o ano 2030″, por meio do qual estão sendo discutidos aspectos como a formação de médicos até 2030, gestão de pós-graduação para educação de qualidade contínua, colaboração e alianças interinstitucionais para o desenvolvimento sustentável da educação de pós-graduação, ensino de pós-graduação na modalidade a distância e estudos de pós-graduação diante dos desafios do crescimento econômico.

Texto: Tatiana Brandão
Fotos: Divulgação