UEPB e Fundac discutem convênio para desenvolvimento de ações voltadas à área socioeducativa

10 de janeiro de 2020

O reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), professor Rangel Junior, se reuniu, na manhã desta sexta-feira (10), com o presidente da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente (Fundac), Noaldo Belo de Meireles, com o qual discutiu o estabelecimento de parceria entre as instituições para a execução de uma série de ações voltadas à área socioeducativa da Paraíba.

A reunião aconteceu no Gabinete da Reitoria, no Câmpus de Bodocongó, em Campina Grande, e contou também com a presença do pró-reitor de Extensão da Universidade, professor José Pereira; do diretor do Lar do Garoto, Antônio Luiz de Sousa; além de assessores. O convênio permitirá a abertura de campo de estágio para alunos dos cursos de Pedagogia, Psicologia, Educação Física e Direito da UEPB nas unidades socioeducativas vinculadas à Fundac, bem como a oferta de curso de formação para os profissionais que atuam no sistema socioeducativo paraibano.

Segundo Noaldo Meireles, a oferta de estágios é uma prática que está sendo retomada, uma vez que existe uma demanda da Fundac e há o interesse da UEPB em criar mais oportunidades de qualificação profissional para seus alunos. Com relação à oferta do curso de formação para os profissionais do sistema socioeducacional aberto e fechado, ele explicou que a ideia é ofertar, inicialmente, uma Especialização em Socioeducação, de modo que as pessoas que atuam no sistema ampliem sua qualificação profissional e prestem um serviço ainda mais efetivo.

O reitor Rangel Junior afirmou que a UEPB dará todo o apoio para que a parceria se inicie o mais breve possível, pois se trata de uma ação necessária, que beneficia os alunos da Instituição, os profissionais das unidades socioeducativas da Paraíba, bem como a sociedade paraibana como um todo, pois reflete na prestação de um serviço mais eficaz e fundamental para a reinserção de jovens na sociedade, com maior possibilidade de se obter resultados positivos no tocante a afastar os adolescentes de situações de vulnerabilidade social.

Texto e fotos: Tatiana Brandão