Reitor Rangel Junior e prefeito de Juazeirinho discutem parceria para implantação de Observatório Espacial

15 de julho de 2019

O reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), professor Rangel Junior, reuniu-se com o prefeito de Juazeirinho, Bevilacqua Matias, na manhã desta segunda-feira (15), no Gabinete da Reitoria, no Câmpus de Bodocongó, em Campina Grande, com o qual tratou de questões relacionadas à implantação, naquele município, de um Observatório Espacial voltado a estudos de Astronomia e Física Espacial e Atmosférica, dentro de uma parceria que vem sendo estabelecida entre a UEPB e o Observatório Astronômico de Xangai, o qual faz parte da Academia de Ciências Chinesa.

A ideia dos pesquisadores da UEPB e da China é instalar equipamentos de análises, desenvolvidos pelas instituições chinesas, em regiões que possuam boas condições de observação de fenômenos que podem ter impactos no meio ambiente terrestre. Na Paraíba, conforme avaliação dos pesquisadores, o município de Juazeirinho é o ponto ideal para realização desses estudos, por suas condições climatológicas propícias à realização de monitoramento, apresentando possibilidade de mais de 200 noites por ano de céu aberto para observações ópticas.

Para o projeto ser concretizado, o prefeito Bevilacqua Matias decretou a utilidade pública, para fins de desapropriação, de um terreno com 100 mil metros quadrados, situado na Zona Rural do município de Juazeirinho. Agora, um Projeto de Lei será encaminhado pela Prefeitura à Câmara Municipal de Juazeirinho (CMJ), para que a área desapropriada seja doada à Universidade Estadual da Paraíba para execução do projeto de implantação do Observatório.

O Observatório permitirá fazer monitoramento de fenômenos que podem ter impactos no meio ambiente terrestre e sistemas de engenharia, visando possibilitar a realização de estudos na área de clima espacial, relações Sol-Terra, entre outros aspectos ambientais. O reitor Rangel Junior, que enxerga a ciência como fator preponderante para o desenvolvimento de uma região, ressaltou que a ideia do Observatório é antiga e resultado de uma proposta lançada ainda pelos professores Edvaldo de Oliveira Alves (Mará), ex-diretor do Centro de Ciências e Tecnologia (UEPB), e Lourivaldo Mota Lima. “Trata-se de um ganho inestimável para estudos que podem ser revertidos em ações concretas para um trabalho ambiental cada vez mais eficiente”, disse.

Conforme explicou o professor Fernando Bertoni, do Departamento de Física da UEPB, essa iniciativa resultará em importante cooperação científica entre as instituições, com a instalação dos equipamentos e treinamento a ser realizado pelos pesquisadores chineses com pesquisadores da UEPB, o que só beneficiará o setor de pesquisa da Instituição, com consequente projeção mundial da Universidade, do município e do Estado. Inicialmente, os cientistas chineses instalarão o telescópio “FocusGeo” para monitorar o chamado “lixo espacial” (pedaços de satélites desativados que estão em órbita da Terra) e trabalhar na previsão de ocorrência de colisões, uma vez que tais rejeitos podem se chocar com satélites operacionais e causar danos.

Posteriormente, será instalado um telescópio com 1,2 metro de diâmetro e 8 metros de altura para o monitoramento de asteroides de órbita próxima à Terra e que apresentam risco de entrar em órbita de colisão com nosso planeta. Mais adiante, outros equipamentos poderão ser instalados para monitorar camadas da alta atmosfera terrestre e as bolhas ionosféricas de plasma, as quais podem afetar ondas eletromagnéticas transionosféricas utilizadas em telecomunicações e sistemas de posicionamento global.

Segundo o prefeito de Juazeirinho, a humanidade está voltando novamente o interesse para a exploração espacial e fazer parte desse campo de pesquisa é muito importante para o município. “Toda pesquisa resulta em benefícios para a população. Os estudos que serão desenvolvidos no Observatório terão potencial para promover o desenvolvimento da nossa região, representando avanços significativos. Estudos na área de Desenvolvimento Regional poderão ser ampliados e, com isso, toda a população ganha”, frisou.

Também participaram da reunião o pró-reitor de Planejamento da UEPB, professor Luciano Albino; o presidente da Câmara Municipal de Juazeirinho, Cícero do Ônibus; Humberto Gonçalves Araújo, proprietário do terreno desapropriado; além de assessores do prefeito.

Texto: Tatiana Brandão
Fotos: Tatiana Brandão e Ítalo Vilarim