Reitor Rangel Junior apresenta potenciais da UEPB para cooperação de pesquisa com instituição chinesa

21 de novembro de 2019

O reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e presidente da Associação Brasileira de Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem), professor Rangel Junior, cumpriu agenda institucional em Recife (PE) nesta quarta-feira (20), onde se reuniu, na Universidade de Pernambuco (UPE), com uma comitiva de professores chineses da Universidade Central de Finanças e Economia de Pequim (CUFE). Na reunião, o reitor esteve acompanhado do coordenador de Relações Internacionais da UEPB, professor Cláudio Lucena. Os participantes do encontro foram recepcionados pelo reitor e pela vice-reitora da Universidade de Pernambuco (UPE), professores Pedro Falcão e Socorro Cavalcanti, respectivamente.

Durante o encontro, Rangel apresentou os dados, as linhas de pesquisa e o histórico da UEPB para mostrar ao grupo os potenciais de cooperação de pesquisa e na área de Educação entre as instituições. Também foi discutida questão referente à instalação de um ponto do Instituto Confúcio em Campina Grande, na Universidade Estadual da Paraíba. A comitiva chinesa foi composta pelo assessor do reitor da CUFE, Li Tao; além do diretor brasileiro do Instituto Confúcio, professor Lin She Pin; o diretor chinês do Instituto, Peng Xiantang; o assessor de Relações Internacionais, professor Karl Schurster; o assessor especial da Reitoria, professor José Guido Corrêa de Araújo; e o coordenador da Comissão Própria de Avaliação, professor Ademir Nascimento.

As tratativas para instalação de um ponto do Instituto Confúcio na UEPB foram iniciadas em maio deste ano, quando o reitor Rangel Junior conheceu as instalações do Instituto na UEPB. A ideia inicial é implantar uma sala de aula na UEPB voltada ao estudo da cultura chinesa, principalmente no ensinamento da língua oriental, o mandarim. De acordo com Rangel, a China é um dos principais parceiros econômicos do Brasil e essa aproximação seria muito importante para o oferecimento de oportunidades de formação e qualificação para a população paraibana.

Professor Rangel ainda ministrou palestra sobre os impactos e desafios da Autonomia Financeira na Universidade Estadual, ocasião na qual apresentou um pouco do histórico da luta por autonomia nas universidades públicas estaduais e municipais no Brasil, notadamente as estaduais. Para Rangel, o debate sobre autonomia foi bastante positivo por ter sido possível compartilhar informações sobre a experiência da UEPB e, ao mesmo tempo, trocar ideias com outros gestores de instituições de ensino superior sobre como eles veem as questões ligadas à Autonomia, o que pensam, o que planejam e como podem também construir uma experiência positiva no sentido da luta por autonomia de suas universidades.

Ele também participou da inauguração do Centro Sino-Brasileiro de Pesquisas Socioeconômicas do Instituto Confúcio da UPE e da cerimônia de abertura do 2º Seminário Internacional Sino-Brasileiro: Economia e Desenvolvimento, no Auditório do Instituto Confúcio da UPE.

Texto: Tatiana Brandão
Fotos: Ascom UPE