Projeto Palco do Choro traz músico Jefferson Fagundes ao Museu de Arte Popular da Paraíba

22 de abril de 2019

Na próxima sexta-feira (26), o Museu de Arte Popular da Paraíba (MAPP) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), em Campina Grande, receberá o músico Jefferson Fagundes. A iniciativa é inserida no Projeto Palco do Choro, em sua segunda apresentação do ano. Como de hábito, o evento começa às 19h e tem entrada franca.

Jefferson Fagundes nasceu em Campina Grande. Sua iniciação musical se deu aos 16 anos, de modo semelhante a muitos de sua geração: frequentando as rodas de Choro na casa de Duduta. Daí foi um passo para com o cavaquinho integrar o grupo “Duduta e seu Regional”, no qual permaneceu por cinco anos. Nesse período esteve presente na gravação do segundo CD do grupo, intitulado “Amigos”, e em inúmeras exibições. Delas destaca-se a participação no programa Sr. Brasil, oriundo da TV Cultura, em São Paulo, tendo à frente Rolando Boldrin.

Jefferson também fez parte do corpo musical do Balé Popular de Campina Grande durante uma excursão pela Europa. O artista tem seu nome registrado na galeria da Sala 2 [Música] do Museu de Arte Popular da Paraíba. Acompanhou músicos de renome nacional, a exemplo de Alcione, Dominguinhos, Zé Calixto, Luizinho Calixto e Fuba de Taperoá, entre outros.

Criou, ainda, o “Movimento Beba do Samba”. Trata-se de uma ação centrada em promover e difundir o Samba na Rainha da Borborema, exaltando grandes nomes do gênero que é patrimônio cultural e imaterial do País. A ação é realizada pelo grupo “Bambas de Cartola”, com artistas locais ligados ao ritmo. Juntos eles efetuam mensalmente uma roda de samba na cidade. Além de desenvolver suas atividades artísticas, Jefferson atua como professor de Língua Portuguesa.

O projeto Palco do Choro acontece todos os meses, através de uma parceria entre o MAPP e o Grupo Chorata. Segundo ressalta o músico Hermes de Oliveira Filho, um dos organizadores, a ideia é oferecer um programa sofisticado na cidade, gratuitamente, sempre com a tônica de celebrar o gênero. O próprio Grupo Chorata faz as honras do evento, procedendo com a abertura do espetáculo. Outras informações: (83) 3310-9738.

Texto: Oziella Inocêncio
Foto: Arquivo Pessoal