Processo licitatório para construção da pista de atletismo do Departamento de Educação Física acontece dia 19 de maio

12 de maio de 2016

Após ser autorizado pelo reitor Rangel Junior, no último mês de março, o processo licitatório para definição da empresa que irá construir a pista de atletismo do Departamento de Educação Física (DEF) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) será realizado no próximo dia 19 de maio, quando os interessados irão apresentar, na modalidade Concorrência, em envelope fechado, suas propostas para o Setor de Licitação da Instituição. Após escolhida, a empresa vai ter 30 dias para dar início às obras e mais seis meses para concluir a construção.

A pista será construída no Câmpus I, em Bodocongó, e quando estiver funcionando vai colocar Campina Grande entre as principais cidades da região capaz de oferecer totais condições para a realização de competições em níveis regional, nacional e internacional. A obra está orçada em R$ 7.944.716,15 milhões, com contrapartida principal do Ministério dos Esportes, no valor de R$ 5.816.326,00 milhões, e o complemento do recurso (R$ 2.128.390,15 milhões) com contrapartida da UEPB.

Dentro dos mais elevados padrões de qualidade, a pista de atletismo da UEPB terá um piso sintético com oito raias, em uma área total estimada de 6.300m²; áreas de salto em altura, salto em distância, salto triplo, lançamento de martelo, lançamento de disco, lançamento de dardo, arremesso de peso. Com o projeto, a UEPB contribuirá para que Campina Grande possa realizar grandes eventos nacionais e internacionais pertinentes às várias modalidades esportivas. Atletas poderão usar o equipamento para treinos.

A instalação da pista trará outros benefícios para a cidade, como por exemplo proporcionar intercâmbios de atletismo, incentivando a prática dessa modalidade entre os jovens, e incrementando as atividades dos atuais atletas de Campina Grande e do Estado, propiciando ainda melhores condições de ensino, extensão e pesquisa aos alunos de graduação da UEPB.

De acordo com o projeto, será possível também permitir o desenvolvimento de uma clínica de treinamento nos períodos de férias, com atletas do Estado e/ou da região para que possam aprimorar suas performances, bem como o apoio ao trabalho social na área do Atletismo, por qualquer entidade estadual.

Texto: Tatiana Brandão