PET Saúde realiza última formação do ano abordando interprofissionalidade e práticas integrativas

10 de dezembro de 2019

O Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET) Interprofissionalidade, desenvolvido pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Campina Grande (SMS/CG), está encerrando as atividades no ano de 2019. A última formação do PET Saúde será realizada na próxima sexta-feira (13) e terá como tema “Interfaces entre interprofissionalidade e práticas integrativas e complementares”. A atividade será realizada no Departamento de Educação Física e tem como objetivo refletir sobre aspectos que tornam a interprofissionalidade um dispositivo de cuidado necessário para a formação de profissionais mais colaborativos e implicados com a transformação da vida e saúde das pessoas.

A última formação do ano do PET visa, ainda, estimular o debate acerca do cuidado integral às pessoas, por meio de práticas integrativas e complementares, com foco na Atenção Básica, e socializar experiências de aprendizagens interprofissionais a partir dos diferentes cenários de práticas. O tema será abordado pelas professoras Clara Adamastor, Lorena Bandeira e Berenice Ferreira Ramos. Além da palestra, serão realizadas as oficinas “Auriculoterapia”, “Biodança”, “Constelação Familiar”, “Ventosaterapia” e “Shiatsu”. Haverá ainda Ginástica Integrativa, Mostra de Experiências e apresentação de trabalhos na modalidade e-Pôster.

O PET Saúde Interprofissionalidade na UEPB é coordenado pela professora Rilva Suely, começou a funcionar oficialmente em abril deste ano e, ao longo dos primeiros meses, realizou diversas visitas nas unidades de saúde de Campina Grande, onde faz uma espécie de diagnóstico dos serviços realizados nos postos de saúde e procura apresentar sugestões para melhorar a qualidade da assistência à comunidade.

O Programa tem atuado junto aos moradores das comunidades do Cinza, Cuités, Tambor, Ressurreição e Centenário. Para isso, os tutores, preceptores e estudantes envolvidos na iniciativa têm participado de uma série de formações. Atualmente, 11 professores, 30 estudantes bolsistas e 10 voluntários dos cursos de Odontologia, Enfermagem, Farmácia, Psicologia, Fisioterapia, Educação Física e Serviço Social, além de 18 preceptores que são profissionais da Secretaria de Saúde, atuam no programa.

Confira a programação completa clicando AQUI.

Texto: Severino Lopes