Núcleo de Educação e Atenção em Saúde inscreve servidores da UEPB para projeto de Oficina de Bem-Estar

28 de fevereiro de 2020

O Núcleo de Educação e Atenção em Saúde (NEAS) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) está com inscrições abertas, até o dia 3 de março, para os servidores da Instituição interessados em participar do projeto Oficina de Bem-Estar. As atividades do projeto objetivam minimizar incômodos físicos que persistem, desconcentram e frustram o trabalhador no exercício de suas atividades laborais, visando uma dinâmica de trabalho mais satisfatória e proveitosa.

Para participar, os interessados devem enviar e-mail para o endereço eletrônico circularsaude.uepb@gmail.com, informando nome completo, setor de trabalho e número de telefone para contato. As intervenções serão desenvolvidas nas segundas e quintas-feiras, no hall do 1º andar do Prédio Administrativo, no Câmpus de Bodocongó, em Campina Grande, no turno da tarde.

No projeto do NEAS, a intervenção social consiste da realização de alongamento passivo, massagem relaxante, reeducação postural, além de prover ao servidor uma abordagem educativa acerca de manutenção de estilo de vida saudável e longevo. O projeto está em consonância com a Norma Regulamentadora de Segurança e Saúde do Trabalhador – Ergonomia (NR 17), estabelecida pelo Ministério do Trabalho e que tem o intuito de proteger e minimizar riscos à saúde do trabalhador no ambiente laboral.

O objetivo da norma é estabelecer parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar o máximo de conforto, segurança e desempenho eficiente. Neste sentido, as atividades propostas pelo NEAS se apresentam como um elo, agrupando o indivíduo, o trabalho e a organização, com base na preocupação com os níveis de satisfação dos trabalhadores, buscando melhorar a produtividade, reduzir os conflitos e proporcionar maiores níveis de qualidade de vida, valorizando a condição do trabalhador sem perder o foco na instituição.

A intervenção social possui caráter compensatório, a fim de evitar o aparecimento de lesões, como LER (Lesões por esforços repetitivos) e DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho), contribuindo na quebra da monotonia laboral e para compensar posturas inadequadas mantidas por período prolongado.

Texto: Severino Lopes