Mesa redonda sobre produção de documentos psicológicos abre atividades alusivas ao Dia do Psicólogo

13 de agosto de 2019

As atividades do “Agosto da Psicologia”, evento alusivo às comemorações do Dia do Psicólogo, celebrado em 27 de agosto, tiveram início na tarde desta segunda-feira (12), na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), com a mesa redonda “Produção de documentos psicológicos: experiências na avaliação psicológica, saúde mental e psicologia jurídica”, que contou com as participações das psicólogas Silvana Lacerda, Ana Kaline Castor e do professor e psicólogo Vinícius Soares.

Eles falaram sobre os tipos de documentos que podem ser elaborados e emitidos pelo profissional de Psicologia, destacando as características técnicas e legais de cada um. Os documentos que podem ser produzidos pelos psicólogos, conforme Resolução do Conselho Federal de Psicologia (CFP), são: atestado, declaração, relatório (psicológico e multiprofissional), laudo e parecer,

Silvana, Ana Kaline e Vinícius enfatizaram a importância do psicólogo conhecer bem as estruturas dos documentos que produzem, uma vez que eles podem ser a comprovação de uma conduta equivocada do profissional, caso não apresentem as informações de forma correta. Os participantes da mesa lembraram que a falta de conhecimento sobre a elaboração de documentos psicológicos é uma das principais causas de processos éticos contra os profissionais da área.

Após a mesa redonda foi proferida a palestra “Espaço, cultura, tecnologia e suas relações com a Psicologia”, pelo professor Pedro Henrique Fernandes de Cristo. As celebrações pelo Dia do Psicólogo na UEPB seguem no dia 20 de agosto, com a realização dos minicursos “Atuação do Psicólogo no campo da saúde mental e trabalho”, a ser ministrado pela professora e psicóloga Valéria Morais da Silveira Sousa, e “Atualizações em TEA (Transtornos Especto Autista): Práticas com a Terapia ABA”, com as psicólogas Talita Linhares e Emillyn Guimarães. Será ministrado ainda o minicurso “Integração, Escola e Sociedade: desafios e propostas do psicólogo educacional”, sob a responsabilidade da psicóloga Tayuana Cláudia de Lima Sousa.

As atividades serão encerradas no dia 28 de agosto, a partir das 13h, com a mesa redonda “Saberes e práticas do psicólogo em diversos contextos da atualidade”. A atividade será comandada pela psicóloga Ana Cristina Rabelo Loureiro, pela professora Josevânia da Silva e pelo professor Edivan Gonçalves da Silva Junior. Em seguida, será realizada uma feira cultural, com vendas de peças de artesanato produzidos por alunos do curso, comidas típicas e apresentações musicais.

Uma das responsáveis pela organização do evento, professora Carla Brandão lembra que os primórdios da Psicologia brasileira encontram-se situados no início do século XX, com a criação do Laboratório para Cursos de Psicologia Geral e Clínica, no Instituto de Educação, em 1911, no Rio de Janeiro. Entretanto, foi a partir da Lei nº 4.119, de 27 de agosto de 1962, que a profissão de psicólogo passou a ser regulamentada.

Ao longo destes 57 anos, a Psicologia expandiu seu campo de atuação, estudos e pesquisas tornando-se mais acessível e próxima da realidade brasileira e das demandas emergentes nos diversos contextos, constituindo-se, como uma profissão que busca promover a saúde das pessoas tanto por intervenções individuais direcionadas a formas específicas de tratamento e cuidados como meio de intervenções amplas orientadas à garantia de direitos humanos e sociais, considerados fundamentais para a promoção do bem-estar, qualidade de vida, cidadania, desenvolvimento e saúde mental.

As atividades científicas e culturais serão realizadas em parceria com o Conselho Regional de Psicologia – 13ª Região e conta com apoio do Centro Acadêmico (CA) de Psicologia.

Texto e fotos: Tatiana Brandão