Encontro de Leitura e Escrita da UEPB discute conhecimentos matemáticos através de manifestações artísticas

15 de dezembro de 2018

Este slideshow necessita de JavaScript.

O que seria mais uma reunião para celebrar os cinco anos de criação do Grupo de Pesquisa Leitura e Escrita em Educação Matemática (LEEMAT), da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), tomou uma proporção maior e se transformou em um evento que une a literatura e as artes em prol de estudos atrativos da Matemática.

Iniciativa inédita no Centro de Ciência e Tecnologias (CCT), o 1° Encontro de Leitura e Escrita em Educação Matemática reuniu 13 obras de estudantes de Matemática, Letras e outras áreas, que tiveram relação com a Matemática. As obras, englobando diversos gêneros artísticos literários como contos, poesias, fábulas, fotografias, pinturas, cordéis, paródias e vídeos foram expostas no hall do CCT, no Câmpus de Bodocongó, em Campina Grande.

Em sua primeira edição, o evento ganhou abrangência nacional, visto que foram registradas obras de São Paulo, Minas Gerais, Ceará, Pernambuco e Paraíba. Um júri formado por cinco professores, entre eles, o reitor Rangel Junior, ficou responsável para julgar as melhores obras de cada categoria. Entre as obras expostas, destaque para os poemas “Pontos de uma linha”, de Maria de Fátima Caldas Figueiredo; “Matemática Indefinida”, de Robério de Oliveira Santos”; e a fábula “A Raposa Astuta, o Rato Cautela e o Caracol Não-Desisto”, de Arielson Pereira Gomes.

Maria de Fátima está no 2º período do Mestrado em Ensino de Ciências e Educação Matemática e frisou que o Encontro é uma oportunidade para mostrar como as artes podem tornar ainda mais atrativa o ensino da Matemática. “É gratificante participar desse evento, que mostra como a gente pode abordar a Matemática de diversas formas, usando inclusive as artes”, destacou.

O Encontro, que foi uma iniciativa do Grupo de Pesquisa Leitura e Escrita em Educação Matemática, se dividiu em dois momentos. Na parte da manhã foi realizada uma roda de conversa em torno de diversas pesquisas e experiências desenvolvidas no LEEMAT. Já à tarde aconteceu a exposição dos painéis com as obras concorrentes, exibição de vídeos e palestra da professora Hilda Helena Sovierzoski, da Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

Também à tarde houve o “Café Cultural”, com apresentação de cordéis, finalizando com a cerimônia de premiação das obras vencedoras, dentro do 1º Festival de Matemática, Arte e Literatura (FEMAL), que consistiu em um ambiente de compartilhamento de obras artísticas, de natureza literária ou não literária, contemplando conteúdos ou noções de conhecimentos matemáticos.

Mais de 40 estudantes, a maioria membros do Grupo, além de mestrandos, professores e graduandos, participaram das atividades do evento. Tendo como ponto de partida a leitura e escrita, foram levantadas questões como a linguagem Matemática, produção de significados em aulas de Matemática, inclusive na formação de docentes, no âmbito escolar e na Universidade, possibilitando a socialização de pesquisas e de relatos de experiências.

Coordenador do Grupo de Pesquisa, o professor Joelson Pimentel destacou a qualidade dos trabalhos e a grande variedade de gêneros artísticos que enriqueceram a atividade. Ele disse ainda que o evento serviu para mostrar a sintonia entre as ciências Humanas e Exatas. O 1° Encontro de Leitura e Escrita em Educação Matemática contou com a parceria de pesquisadores da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual Paulista (Unesp), entre outros. A ideia é que no próximo ano a proposta seja expandida para outras instituições, seguindo o movimento que cresce em todo o País, com a implantação de grupos de pesquisas em Matemática em diversas instituições brasileiras.

Confira os vencedores 1° Encontro de Leitura e Escrita em Educação Matemática:

Categoria Ensino Médio:
– 1º lugar: Trabalho em pintura de Lauana Belo

Categoria Professor Pesquisador:
– 1º lugar: As incógnitas que nos cercam (Conto), de Gustavo Luis
– 2º lugar: Logos, ethos, pathos: retórica e contribuições (Poema), de Christiane Torres, Valdson Davi e Flávia Silva
– 2º lugar: Pontos de uma linha (Poesia), de Fátima Caldas
– 3º lugar: Matemática indefinida (Cordel), de Robério Santos

Categoria Graduação:
– 1º lugar: O canhão do meio-dia (Vídeo), de Jackson Cauando
– 2º lugar: A raposa Astuta, o rato Cautela e o caracol Não-desisto (Fábula), de Arielson Pereira
– 3º lugar: A criação do número “e” centrado na invenção do cálculo e as suas aplicações (Vídeo), de Luiz Carlos

Honra ao mérito:
– Retas paralelas se interceptam (Fotografia), de Renne Paiva
– Com a Matemática sempre vou estar (Paródia), de Ivan Sousa
– O maior matemático da história da humanidade, Natureza? Deus? Energia?, de Jiúlia Feliciana

Texto: Severino Lopes e Givaldo Cavalcanti
Fotos: Márcia Dias e Givaldo Cavalcanti