Embaixador Celso Amorim se torna primeira autoridade a receber o título de Doutor Honoris Causa da UEPB

6 de março de 2015

honoris - InternaO embaixador e ex-ministro da Defesa e das Relações Exteriores, Celso Luiz Nunes Amorim, se tornou a primeira personalidade a receber o título de Doutor Honoris Causa, a mais alta honraria outorgada pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). A solenidade de entrega da comenda foi realizada na tarde desta quinta-feira (5), na Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (FIEP), em Campina Grande, e reuniu autoridades políticas, diplomatas, professores, pró-reitores e estudantes.

O título de Doutor Honoris Causa foi uma propositura oriunda do Centro de Ciências Biológicas e Sociais Aplicadas (CCBSA), Câmpus de João Pessoa, através do Departamento de Relações Internacionais, aprovado por unanimidade pelo Conselho Universitário (Consuni) da UEPB. A solenidade de outorga do título foi presidida pelo reitor Rangel Junior que, inicialmente, destacou o reconhecimento da UEPB, a contribuição que o condecorado deu ao conhecimento, além de ter projetado a imagem do Brasil no cenário internacional.

Conforme exige o protocolo, o reitor fez a leitura do termo indicativo, consultando se o embaixador aceitava o título. Na resposta, lendo o termo responsivo, o condecorado afirmou que sim, e que era uma honra receber a Comenda de uma das mais respeitadas universidades do país. Na sequência, a professora Célia Regina, chefe de Gabinete da Reitoria, fez a leitura da Resolução que concedeu o título ao Embaixador, cabendo ao reitor Rangel Junior assinar o documento.

honoris - publico 2Integrantes da comissão de honra, os professores Juracy Regis de Lucena e Dilma Trovão, respectivamente, diretor do Centro de Ciências e Tecnologia (CCT) e do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), procederam o Ato de Transladação das Vestes Talares Doutorais. Já os professores Cláudio Silva Soares e Jacqueline Echeverria Barrancos, também membros da comissão, conduziram o embaixador até a mesa de honra.

O ápice da solenidade foi ato de outorga do Título de Doutor Honoris Causa, feito pelo reitor Rangel Junior. O professor Felipe Reis, do Câmpus V, proferiu o discurso panegírico. Ele destacou toda a trajetória do homenageado durante os 50 anos de diplomata e traçou um histórico de Celso Amorim e dos feitos que o levaram a ser condecorado com o título pela UEPB.

Já como Doutor Honosis Causa da UEPB, Celso Amorim fez um discurso emocionado. Ele agradeceu a homenagem e disse que estava honrado com o título. O embaixador aproveitou a ocasião para lembrar algumas de suas ações que elevaram a imagem do Brasil no exterior, além de contribuir para a construção da paz entre as nações. Por diversos momentos, mencionou a UEPB como instituição que tem dado grande contribuição para a ciência e o saber, se destacando no campo das relações internacionais.

Honoris - homenageadoO homenageado afirmou que o título recebido indica que, diferentemente do que se pensa, as relações internacionais não estão limitadas ao eixo do Sudeste, mas é uma reflexão de toda nação brasileira, a exemplo da Paraíba. “Recebo esse título com muito orgulho. Me sinto duplamente honrado porque se trata de uma universidade muito renomada e muito conhecida. E também por ser uma universidade do Nordeste. A gente pensa de forma errada, que tudo se passa no eixo Rio-São Paulo e Brasília, mas não é. O exemplo da UEPB é fenomenal. Ela tem um Departamento de Relações Internacionais muito bom, que interage com outros países. Sem dúvida, essa Universidade serve inclusive de exemplo para outras Instituições brasileiras”, ressaltou Celso Amorim.

Em seu pronunciamento, ele destacou as palavras identidade, autonomia, unidade, diversidade e participação como resumo de toda a sua vida de diplomata. Celso Amorim também lembrou que durante sua passagem pela embaixada brasileira visitou diversos países sempre buscando não apenas os interesses do Brasil, mas a implantação de uma cultura de paz e de solidariedade a outras nações por meio de cooperação técnica. Sua ação abriu fronteiras e permitiu avanço na relação comercial do Brasil com outros países.

Presidente da solenidade, o reitor Rangel Junior enfatizou que esta foi a primeira fez que a UEPB fez a entrega do título de Doutor Honoris Causa e lembrou que Celso Amorin tem uma destacada atuação no cenário nacional, o que levou a UEPB a outorgar-lhe o título. Em seu pronunciamento o reitor disse que o Consuni não teve dúvida em aprovar o título, visto que o embaixador é reconhecidamente notável pela UEPB, pela Paraíba, pelo povo brasileiro e pelo mundo afora.

honoris - rangel discurso“As vozes nacionais e internacionais que declaram ser esse servidor público um homem de conceituada experiência acadêmica e intelectual, além de admirável gestor, são muitas e por demais conhecidas”, destacou Rangel Junior. Ainda em seu discurso, o reitor destacou a importância das Relações Internacionais para a UEPB, que conta com o primeiro curso de graduação e o primeiro curso de pós-graduação na área entre as universidades públicas das regiões Norte e Nordeste do Brasil.

Um dos responsáveis pela homenagem, o professor Carlos Enrique Ruiz, da Coordenadoria de Relações Internacionais (CoRI), afirmou que a entrega do título encerrou todo um processo de reconhecimento do trabalho da obra de Celso Amorim. Ele frisou que a relação de Celso Amorim com a UEPB nasceu em 2011, em participação de ume evento organizou o Grupo de Análises de Política e Relações Internacionais (GAPRI). A partir daquele momento, a UEPB estreitou os laços institucionais com o diplomata. “Hoje, coroamos esse relacionamento com o ex-ministro com o Honoris Causa, que é o reconhecimento máximo concedida pela nossa universidade”, destacou.

O vice-reitor Etham Barbosa também destacou a grandiosidade do evento e disse que a UEPB estava honrada em conceder o título a uma personalidade tão relevante e lembrou que Celso Amorim sempre esteve aberto para acolher os pedidos da Universidade.

honoris - personalidadesEntre as autoridades, prestigiaram a solenidade o vice-almirante Afrânio de Paiva Moreira Junior, comandante do 3º Distrito Naval; o general da brigada Daniel de Almeida Dantas, comandante do 1º Grupamento do Exército de Engenharia; o embaixador do Timor Leste, Gregório José de Conceição Ferreira; a professora Iolanda Barbosa, secretária de Educação de Campina Grande; os deputados Bruno Cunha Lima e Inácio Falcão; o vereador João Dantas, entre outras personalidades. O evento foi encerrado com uma apresentação cultural realizada por músicos e professores da Pró-Reitoria de Cultura e Arte da UEPB.