Consepe aprova criação de programa de apoio ao estudante com dificuldades acadêmicas de aprendizagem

2 de julho de 2019

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) aprovou, em reunião realizada na manhã desta terça-feira (2), no Auditório da Biblioteca Central, no Câmpus de Bodocongó, a criação do Programa de Acompanhamento Acadêmico Discente da Graduação (PRAADIS), objetivando proporcionar apoio institucional ao discente com dificuldades acadêmicas de aprendizagem. O programa será coordenado pela PROGRAD e se destina a apoiar estudantes que estão prestes a perder o vínculo institucional em razão de excederem o número de reprovações em componente curricular ou excederem o tempo máximo para a integralização curricular do curso, em conformidade com o Regimento dos Cursos de Graduação da UEPB.

Eventualmente, quando a situação assim exigir, o discente será encaminhado para a Pró-Reitoria Estudantil (PROEST), a fim de receber também acompanhamento social ou psicológico. A relatora do processo, professora Ana Raquel Ataíde, explicou que os estudantes da UEPB têm um prazo máximo para concluir os seus cursos de graduação, que é o somatório do tempo normal de integralização mais a metade desse mesmo tempo. O que significa que um estudante de um curso com duração de quatro anos tem um tempo máximo de seis anos para concluir seu curso, sob o risco de ser desligado da Instituição, termo também conhecido como “jubilamento”.

Outra situação que levará o estudante a ser desligado é o fato dele ficar reprovado quatro vezes no mesmo componente. Para apoiar o estudante, o PRAADIS vai assegurar acompanhamento acadêmico aos estudantes em condição de vulnerabilidade. “O que motiva a proposta é o atendimento do que está previsto no Regimento da Graduação da UEPB e que trata a integralização do tempo máximo do estudante no curso, envolvendo o trancamento de semestre e o número máximo de reprovação num mesmo componente curricular. Com esse termo de adesão ao Programa, o objetivo é oferecer o acompanhamento de orientação acadêmica ao discente com dificuldade na evolução da sua integralização curricular e alertá-lo dos riscos de desligamento do curso”, explicou a professora, destacando que será criada uma comissão interna de acompanhamento para lidarcom essas questões.

O Pró-Reitor de Graduação da UEPB, professor Eli Brandão, ressaltou que “O PRAADIS tem o objetivo primordial de prestar apoio acadêmico aos estudantes com dificuldades de aprendizagem e em situação de risco de desligamento do curso, o que significa potencializar a taxa de sucesso na aprendizagem e o combate à retenção e evasão. Para a execução deste empreendimento, contaremos com o interesse e compromisso dos coordenadores e professores em ação integrada com os estudantes monitores”.

Texto: Givaldo Cavalcanti