Concluintes 2019.2 de Direito, História, Pedagogia, Letras e Geografia do Câmpus III colam grau acadêmico

18 de dezembro de 2019

O Centro de Humanidades (CH) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) realizou, na noite desta terça-feira (17), na Casa de Festas Maison D’Mel, em Guarabira, a solenidade de Colação de Grau das turmas concluintes 2019.2 dos cursos de Direito, História, Pedagogia, Letras e Geografia do Câmpus III. A cerimônia foi presidida pelo reitor em exercício, professor Flávio Romero Guimarães, e contou com a presença de amigos e familiares dos formandos, além de autoridades locais.

Ao todo, colaram grau 243 formandos que, agora, passam a estarem aptos ao mercado de trabalho na área de formação que escolheram. No momento do juramento, eles foram representados pela concluinte Alice dos Santos Correia, do Curso de Letras/Português. O Orador Oficial foi o formando Henrique Almeida de Andrade, do Curso de Geografia que, em seu discurso, enalteceu o sentimento de gratidão aos professores, funcionários e colegas de turma da UEPB, além de pais, amigos e familiares pelo apoio ao longo da jornada acadêmica.

“Enquanto percorremos a trilha de cada um dos nossos cursos, aprendemos cada vez mais a sermos gratos. A partir da conclusão das nossas graduações, devemos ser gratos a nós mesmos também, por todo sacrifício e obstáculo vencidos. Nesse momento de finalização de uma etapa importante das nossas vidas, nos tornamos aptos para mostrar a todos o resultado desses anos de estudo e esforço. Se já éramos cidadãos antes de entrarmos na Universidade, agora somos cidadãos com o dever de espalhar educação e justiça em tempos tão sombrios”, destacou Henrique.

Homenageada pelas turmas, a paraninfa Marceleuze de Araújo resgatou um pouco da história do Centro de Humanidades e destacou a magnitude do Câmpus III da UEPB. “Me refiro principalmente à grandeza do material humano que constitui o espírito desse Câmpus, representado pelos seus professores, alunos e funcionários. Numa situação em que a universidade pública vive um momento de perseguição, ataque, negação de seu valor e difamação, reconhecemos a necessidade de reafirmar nossos valores e permanecermos unidos”, frisou.

Marceleuze enfatizou, ainda, que “pelo trabalho, pelas pesquisas, pela intercolaboração e pela vivência universitária de cada um e de todos, bem como pela alquimia do grande mestre tempo, temos hoje este espaço de saber e resistência, que é o Centro de Humanidades Omar Aquino. Nessa hora, vejo que tudo fez sentido e sou levada a exaltar: Viva a universidade pública! Viva a UEPB”.

A professora Ivonildes Fonseca, diretora do Centro de Humanidades, também discursou na solenidade, e destacou a importância do ritual de passagem que é a Colação de Grau, marcando a conclusão de um curso superior e reconhecendo a qualificação de cada formando para exercer uma profissão. “Para estarem aqui, o processo de preparação foi longo. Sabemos que foram muitas e diversas dificuldades enfrentadas e, com garra pela vida, vocês saem daqui com a chancela da Universidade Estadual da Paraíba. Não queremos uma sociedade estruturada por desigualdades, reprodutora de preconceitos e destruidora de sonhos. Que vocês tenham consciência da posição que ocupam e sejam luz. Se cuidem, cuidem das pessoas, cuidem da Paraíba, de Guarabira, do Brasil e levem a UEB para cada canto que for”, ressaltou a diretora.

O professor Altamir Dias, pró-reitor adjunto de Graduação, parabenizou os formandos pelo momento de conquista e salientou que, com a Colação de Grau, a UEPB prestava contas à sociedade paraibana, apresentando-lhe novos profissionais de excelência formados na Instituição. Ele enfatizou a necessidade dos formandos não perderem a capacidade de indignar-se com as injustiças, com as desigualdades, com a falta de horizontes, mas também de alimentar a esperança, de sustentar a expectativa no futuro sem anular o presente, de manter sempre sonhos por realizar. “Os desafios serão muitos, mas se hoje, em júbilo, celebram a superação dos obstáculos que a graduação lhes impôs, é certo que mais saberão superar, reverenciando sempre o nome da UEPB e cultivando o orgulho nos corações dos mestres que em nossa Universidade tiveram”, destacou.

Presidente da solenidade, o reitor em exercício, professor Flávio Romero Guimarães, ressaltou que o povo nordestino é, historicamente, talhado na luta e na resistência, sendo essa a raiz identitária da nossa gente, e frisou que cada pessoa pode mudar o presente e o futuro a partir da construção dos seus sonhos. “Cito uma frase de Mário Quintana, poeta e cronista brasileiro: ‘Viver é acalentar sonhos e esperanças, fazendo da fé a maior inspiração das nossas vidas. É buscar nas pequenas coisas, um grande motivo para ser feliz’. Então todos nós, formandos, formandas, pais e familiares em geral, cônjuges, parceiros, que cada um de nós, mesmo diante das dificuldades, numa crise civilizatória sem precedentes, possamos identificar nas pequenas coisas, os motivos grandes da construção dos nossos futuros e dos nossos sonhos. Que Deus abençoe a todos”, disse.

Após os discursos, foram conferidos os graus acadêmicos. Maurício Torquato, do Curso de Direito; Érica Cabral da Silva, do Curso de Geografia; Antônio Henrique de Goés Neto, do Curso de História; Marina Oliveira Silva, do Curso de Letras/Português; Lilian kasey da Silva, do Curso de Letras/Inglês; e Kamilly da Costa Cardoso, do Curso de Pedagogia representaram seus colegas concluintes ao receberem o grau acadêmico.

Também foi entregue a “Láurea Acadêmica” aos formandos com o melhor aproveitamento acadêmico de cada curso, dentre os concluintes 2019.2, como reconhecimento pela dedicação e desempenho realizado ao longo da sua graduação. Receberam a honraria os formandos Maria Gabrielle Celestino Dias, do Curso de Direito; Pedro Vinícius França Nascimento, do Curso de Geografia; Angélica Rita de Araújo, do Curso de História; Francisco Edinaldo de Pontes, do Curso de Letras/Inglês; Gerlane Rodrigues Trajano, do Curso de Letras/Português; e Mayara Ferreira da Silva, do Curso de Pedagogia.

Compuseram a mesa da solenidade, ao lado do reitor em exercício, a professora Ivonildes Fonseca, diretora do Centro de Humanidades; Cleoma Maria Toscano, diretora adjunta do Centro de Humanidades; Altamir Dias, pró-reitor adjunto de Graduação; Marceleuze de Araújo, Paraninfa Geral das turmas; José Pereira da Silva, pró-reitor de Extensão; Naiara Ferraz, coordenadora do Curso de História; Luciana Silva do Nascimento, coordenadora do Curso de Pedagogia; William Sampaio, coordenador do Curso de Letras; Jossano Mendes, coordenador do Curso de Direito; Leandro Paiva, chefe do Departamento de Geografia; e Carlos Antonio Belarmino, chefe adjunto do Departamento de Geografia.

Acesse também: UEPB solicita que concluintes 2019.2 enviem mídias e dados das turmas para atualização do Portal das Placas

Texto: Tatiana Brandão
Fotos: Paizinha Lemos