CEDUC realiza Seminário Nacional sobre a Reforma Protestante e o seu legado na Educação

5 de dezembro de 2017

O Centro de Educação (CEDUC) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) realiza nesta quarta (6) e quinta-feira (7), no Auditório II da Central de Integração Acadêmica, Câmpus I, em Campina Grande, o Seminário Nacional “Reforma: Legado e Atualidades na Educação”, um evento que visa debater aspectos da Reforma Protestante, no qual se discutem as ideias defendidas por Martinho Lutero (Alemanha, 1483-1546) legadas ao campo da educação, especialmente sua universalidade para todos.

O seminário é gratuito, aberto a todos os interessados e acontecerá nos turnos da manhã e noite. Os participantes poderão se inscrever no local do evento e terão direito a certificados de participação de 20 horas/aula, que serão entregues posteriormente. A conferência de abertura, que apresentará o tema “A Reforma: Legado e Atualidade na Educação”, ocorrerá às 19h e será ministrara pelo reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie (SP), professor Benedito Guimarães Aguiar Neto.

Na ocasião, haverá mostras audiovisuais organizadas pelas professoras da UEPB Lígia Pereira dos Santos e Auri Donato, além da apresentação cultural da Igreja Batista da Liberdade e interpretação em Libras do Hino Nacional Brasileiro por Helena Virgínia Pereira Pimentel. A primeira atividade será na manhã de quarta-feira, das 9h às 11h, com o professor Iranilson Buriti de Oliveira, da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), que ministrará a palestra “Lutero e as práticas educativas”.

Na manhã da quinta-feira (07), das 8h às 11h, o tema “A reforma protestante e a arqueologia bíblica”, será discutido na palestra do professor Matusalém Alves Oliveira (UEPB). Como encerramento do evento, das 19h às 21h, serão apresentados os temas “A didática de Comenius”, pela palestrante Auricélia Lopes (UEPB), e “Nas trilhas da Reforma: roteiro e cultura”, pelo reverendo João Bosco de Morais, da Igreja Congregacional do Calvário.

As ideias reformistas de Martinho Lutero proporcionaram mudanças sociais mais abrangentes além da religião, a exemplo das transformações na economia, política, moral, filosofia, literatura, ciências e tecnologia. De acordo com os organizadores do evento, Lutero era atento também a reformas referentes aos desdobramentos educacionais, defendendo que “a maior força social de uma cidade é ter muitos cidadãos instruídos, pois quando a escola progride, tudo progride”. O seminário conta com organização conjunta dos Departamentos de História, Educação e Administração da UEPB.

Texto: Giuliana Rodrigues