Bloco da Cinquentinha desfila com o tema “Somos Resistência” e homenagem a Jackson do Pandeiro

11 de fevereiro de 2019

O Bloco da Cinquentinha da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) desfilará pelas ruas do Centro de Campina Grande, pelo quarto ano consecutivo, no próximo dia 28 de fevereiro. A concentração ocorrerá defronte ao Centro Artístico Cultural (CAC) da Instituição, às 15h. Nesta edição, o tema escolhido para embalar a festa foi “Somos Resistência”.

O homenageado do bloco será Jackson do Pandeiro, por ocasião de seu centenário. Nascido em Alagoa Grande, no brejo do Estado, em 31 de agosto de 1919, José Gomes Filho, o chamado “Rei do Ritmo”, ganhou essa alcunha pela habilidade ímpar na execução de cocos, rojões, xaxados, emboladas, baiões, frevos e sambas.

Entre os participantes do bloco em 2019 figuram Anildo Samba Show; a Lapinha Menino Jesus, com a atriz Joana Marques; a Orquestra de Frevo Jovens da Borborema, com o maestro Jomar Souza; a Companhia de Projeções Folclóricas Raízes; o Grupo de Teatro Heureca; o Grupo de Tradições Populares Acauã da Serra; o Grupo de Ballet da UEPB e a Cia Livre de Dança, entre outros.

Outras entidades também estão sendo convidadas, a exemplo da Escola de Samba Unidos da Liberdade e a Bambas do Ritmo, oriunda do bairro de José Pinheiro, além da La-Ursa e do Bumba Meu Boi Racionais, provenientes do bairro Rosa Mística. A marchinha do Cinquentinha será de autoria do músico Carlos Perê e Alberto Alves.

Muito confete e serpentina darão o tom da folia no Centro Artístico, que receberá uma decoração especial, afim ao período. O Espaço Kids, uma das atrações mais concorridas do bloco, também será montado no local, trazendo pipoca, algodão-doce e pula-pula gratuitos para os infantes. Todos os docentes do CAC estarão presentes e, cada um em seu segmento de atividade (teatro, música, artes plásticas e dança), exporá seu talento durante as festividades de Momo.

O Bloco da Cinquentinha terá diversas prévias ao longo desse mês: no dia 16, às 11h, no Quintal Cultural, com Almira Araújo; no dia 22, às 9h, na Universidade Aberta à Maturidade (UAMA/UEPB), com a Orquestra de Frevo Jovens da Borborema; e no dia 26, no CAC, às 16h, com os professores, discentes e toda a comunidade.

“Somos Resistência”

De acordo com o pró-reitor de Cultura da UEPB, professor José Cristóvão de Andrade, o tema escolhido foi sobremodo pertinente. “Esta mensagem é o eixo principal de todos os ativistas nos dias de hoje, face à onda conservadora que se instalou no Brasil e ganha cada vez mais força internacionalmente, sempre com o viés de sobrepujar as minorias. Ademais, com esse tema, queremos endossar que o nosso Bloco repudia o fechamento do Ministério da Cultura. Cultura não é despesa, é investimento na nossa humanidade, no nosso processo civilizatório, porque não existe civilização sem Cultura. Não é apenas um Ministério, trata-se da identidade do nosso povo”, enfatizou.

O pró-reitor acrescentou que ser resistência tem tudo a ver com a Universidade Estadual da Paraíba. “Desde a sua fundação, a UEPB resiste às intempéries, sejam as climáticas, sejam as impostas pelas pessoas. Somos resistência quando elevamos a Cultura Popular, quando nos colocamos ao lado das manifestações sociais, e seguiremos assim, resistindo, pela defesa dos direitos da Universidade, da Autonomia dela e pela ampliação do acesso ao ensino superior gratuito na Paraíba”, assinalou.

O Bloco da Cinquentinha foi idealizado em 2016, pelo pró-reitor adjunto de Cultura, José Benjamim Pereira Filho, para comemorar os 50 anos da UEPB. Começou no Câmpus I, mas em 2018 começou a ter como sede as ruas do Centro de Campina, ganhando bastante adesão dos movimentos locais que buscam a retomada das celebrações de Momo na cidade. Este ano, a iniciativa ingressou na agenda do Carnaval oficial do município, participando do projeto Campina Folia. Apoiam o Bloco em 2019 o Bilhetão e a Creduni.

O CAC é localizado na Avenida Getúlio Vargas, 44 (por trás dos Correios – prédio da antiga Faculdade de Administração da UEPB), no Centro. Outras informações podem ser obtidas através do telefone (83) 3315-3446.

Texto: Oziella Inocêncio