3° Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixos será encerrado na próxima sexta-feira em CG

10 de dezembro de 2019

Na próxima sexta-feira (13), duas datas estarão bem alinhadas na constelação da Arte nordestina: o aniversário de Luiz Gonzaga e o Dia Nacional do Forró. Uma configuração astral tão positiva não poderia ser esquecida pela Pró-Reitoria de Cultura (Procult) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), que escolheu a efeméride para a conclusão das práticas do 3º Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixos. O evento tem o apoio da Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG) e ocorrerá em frente ao monumento “Os pioneiros da Borborema”, localizado às margens do Açude Velho, contando com uma grande programação.

Abrindo as atividades, a partir das 15h, haverá o projeto “Cordel no Museu”, iniciativa que congrega a Procult, o Museu de Arte Popular da Paraíba (MAPP) e a Academia de Cordel do Vale do Paraíba (ACVPB). A ação costuma se descentralizar da ambiência museal para atingir um público maior e, desta feita, estará junto ao Encontro, devido ao objetivo a fim do fortalecimento das tradições regionais. O homenageado desta edição será Sussa de Monteiro.

Deste momento do Encontro, participarão o presidente da ACVPB, Marconi Araújo, e outros poetas, como Neto Ferreira, J. Lima, Ádamis Oliveira, Alfrânio de Brito, Toinha do Assaré, Aparecida Pinto e Cidoval Morais. As apresentações artísticas ficarão por conta de Raí Bezerra e El Gorrión. Está previsto para a ocasião o lançamento das obras “Cartas de Pôr do Sol à Aurora” (Cidoval Morais), “Sobre Amores e Saudades” (Tiago Monteiro), “Família em Plenitude: Mensagens de Amor e Paz” (Marconi Araújo), “Cordéis Acadêmicos” (com organização de Fábio Mozart), “Luiz Gonzaga e a Paraíba” (Kyldemir Dantas), “A peleja de Zé Machão e Maria Empoderada” (organizado por Stélio Torquato e Marconi Araújo) e “Vixe como tem Zé na Paraíba” (José Cristóvão de Andrade).

O projeto “A Poesia a Serviço da Educação”, de Silas Silva e Nando César, também integrará as atividades. Um dos pontos altos da oportunidade será, sem dúvida, a divulgação do resultado do “Concurso de Cordel Jackson do Pandeiro: 100 anos do Rei do Ritmo”, promovido pela UEPB através da Procult, visando a publicação de folhetos produzidos por autores paraibanos.

Dentre os músicos convidados que comporão o Encontro, figuram os professores do Centro Artístico Cultural (CAC/UEPB), Edglei Miguel, João Batista, Luizinho Calixto, Erivan Ferreira, Brunno Giovanni e Caio César, entre outros. Os mestres de cerimônia serão Lino Sapo e Massilon Gonzaga. O Grupo de Tradições Populares Acauã da Serra, proveniente da UEPB, a Cia Livre de Dança e a Companhia Raízes darão mais vigor a esse caldo cultural, que promete presentear os frequentadores do maior cartão postal de Campina com o mais autêntico engenho da Arte nascida no Nordeste.

O encerramento envolverá todos os participantes das etapas anteriores, realizadas em Lagoa Seca, Guarabira, Monteiro, João Pessoa, Catolé do Rocha e Araruna. O roteiro de homenagens do evento contemplará, ainda, uma exposição com curadoria do jornalista Xico Nóbrega, destacando ícones da música paraibana de outrora e da atualidade, a exemplo de Jackson do Pandeiro, Marinês, Benedito do Rojão, Inaldete Amorim, Dejinha de Monteiro, Edmar Miguel, Geralda Velez e João Gonçalves.

Texto: Oziella Inocêncio