2ª Jornada de Biofísica da Universidade Estadual debate a importância da água para a manutenção da vida

8 de agosto de 2018

Este slideshow necessita de JavaScript.

Teve início na manhã desta quarta-feira (8), no Auditório de Psicologia do Câmpus I da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), a 2ª Jornada de Biofísica, promovida pelo Departamento de Biologia da Instituição. A segunda edição do evento reuniu centenas de estudantes do curso de Ciências Biológicas e áreas afins, a exemplo de Bioquímica, Ecologia, Educação e Farmácia, com a finalidade de discutir o potencial e a versatilidade da água.

De acordo com Carla Luna, professora do Departamento de Biologia e uma das organizadoras do evento, o objetivo da Jornada é mostrar para a comunidade acadêmica que a Biofísica se liga a todos os tipos de disciplinas, especialmente as da área de Saúde. “Escolhemos o tema ‘Água: fio condutor da vida’ e convidamos professores de diversas áreas – a exemplo de Bioquímica, Estudos do Solo, Análises Clínicas, Ecologia e Botânica – para explicar como a água, tão importante na Biofísica e Fisiologia humana, pode ser aplicada à natureza”, frisou a professora, salientando que os alunos que começam a se familiarizar com a Biofísica precisam saber interligá-la às demais disciplinas. “Prezamos por fazer uma transdisciplinaridade, conduzida pela Biofísica. Ela é uma disciplina temida, mas é justamente a que transcende o currículo dos alunos, pois é necessária para tudo”, ressaltou.

Convidada para a apresentação inicial, a mestranda em Ciências Farmacêuticas pela UEPB, Joandra Maísa da Silva Leite, tratou do tema “Microemulsão: a importância da água em formulações farmacêuticas” e discorreu a respeito da importância da água nas formulações, como veículo transportador do fármaco para que exerça o efeito terapêutico desejado. Logo em seguida, o professor Simão Lindoso de Souza, doutor em Agronomia, iniciou a apresentação “Sistema solo-planta-atmosfera: estratégias de armazenamento de água na agricultura do semiárido”, tratando sobre a importância da água dentro do sistema que engloba o solo, a atmosfera e o fluxo de água através desses componentes.

“É importante entender a água como fundamental para a vida no solo e compreender as estratégias dos agricultores para retê-la no solo, pois a partir daí ela possibilita vida, cultivo e alimento, especialmente na nossa situação climática de escassez de chuva”, destacou o professor Simão. Ele ainda discorreu sobre as estratégias utilizadas pelos agricultores para retenção de água e as estratégias que são interessantes para a manutenção do homem em situações climáticas adversas, especialmente a partir de políticas públicas, para evitar o êxodo rural e garantir a segurança alimentar da população.

Professor Simão citou como exemplo dessas políticas públicas os programas “Um milhão de cisternas”, “Uma terra para duas águas (P1+2)”, além do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que oferece alimentação escolar e ações de educação alimentar e nutricional a estudantes de todas as etapas da educação básica pública. O estudo faz parte dos projetos de pesquisa e de extensão do professor Simão, desenvolvidos no Cariri Oriental, região seca do Estado da Paraíba.

A 2a Jornada de Biofísica continua até a próxima sexta-feira (10), com mais palestras e apresentações de trabalhos durante toda a manhã. Confira a programação completa em http://ijornadadebiofisicauepb.site.com.br/programacao-2/.

 

Texto e fotos: Giuliana Rodrigues